Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Rildo Hora, Patricia Hora e Osvaldo Sargentelli Filho



Grande encontro no programa "É o Seguinte" na Rádio Nacional (Rio de Janeiro) do dia 16 de abril de 2011. O apresentador Osvaldo Sargentelli Filho com convidados especiais do dia: Rildo Hora e sua filha (linda como sempre) Patrícia Hora. Neste dia eu acompanhei o programa ao vivo pela internet aqui em Itajaí (SC), tanto ao meio-dia (perdendo a grande parte do programa devido ao almoço e à hora de lavar a louça) e à meia-noite, sem interrupção alguma (ainda bem que era sábado, rs rs rs). O programa daquele dia foi ótimo, afinal, fiz questão de escutá-lo duas vezes!




http://youtu.be/j1JOq9gMJ2c

Leve Tudo Com Você



A letra dessa música tem tudo a ver comigo. Assim como a Adele, eu também tenho relações pessoais fracassadas e dificuldade de adequação social e é sobre ambas as situações que a canção "Take It All" fala. No meu ponto de vista, não sei o dos outros.


Take It All
Escrita por Adele Adkins e Francis "Eg" White
Intérprete: Adele
(C) 2010 XL Recordings Ltd. / Sony Music Entertainment (U.K.)
(P) 2011 Columbia Records / Sony Music Entertainment (U.S.A.)
(P) 2011 Sony Music Entertainment (Brasil)

Didn't I give it all?
Eu não dei tudo a você?
Tried my best,
Tentei o melhor que eu podia
Gave you everything I had,
Lhe entreguei tudo que eu tinha
Everything and no less,
Tudo e nada menos,
Didn't I do it right?
Eu não agi de maneira correta?
Did I let you down?
Eu lhe decepcionei?
Maybe you got too used to,
Talvez você se acostumou demais
Having me around,
Comigo ao seu lado
Still, how can you walk away,
Mesmo assim, como você pode fugir
From all my tears?
Das minhas lágrimas?
It's gonna be an empty road,
Vai ser uma jornada vazia
Without me right here,
Sem a minha presença

But go on and take it,
Mas vá em frente e leve
Take it all with you,
Leve tudo com você
Don't look back,
Não olhe pra trás
At this crumbling fool,
Pra ver essa imbecil se autodestruindo
Just take it all,
Apenas leve tudo
With my love,
Inclusive o meu amor
Take it all,
Leve tudo
With my love,
Inclusive o meu amor

Maybe I should leave,
Talvez eu devesse ir embora
To help you see,
Pra lhe ajudar a perceber
Nothing is better than this,
Que não existe nada melhor que o amor
And this is everything we need
E isso é tudo que precisamos
So is it over?
Então, quer dizer que acabou?
Is this really it?
É isso mesmo que eu entendi?
You're giving up so easily,
Você está desistindo tão facilmente
I thought you loved me more than this,
Achei que você me amava muito mais.

But go on, go on and take it,
Mas vá em frente, vá em frente e leve
Take it all with you, 
leve tudo com você
Don't look back,
Não olhe pra trás
At this crumbling fool,
Pra ver essa imbecil se autodestruindo
Just take it all,
Apenas leve tudo,
With my love
Inclusive o meu amor
Take it all,
Leve tudo,
With my love
Inclusive o meu amor

I will change if I must,
Eu vou mudar se for preciso,
Slow it down and bring it home,
Aos poucos reconquistarei você
I will adjust,
E me adaptarei
Oh, if only,
Ah, se ao menos,
If only you knew,
Se ao menos você soubesse
Everything I do is for you
Que tudo que eu faço é por você

But go on, go on and take it,
Mas vá em frente, vá em frente e leve,
Take it all with you,
Leve tudo com você
Don't look back,
Não olhe pra trás
At this crumbling fool,
Pra ver essa imbecil se autodestruindo
Just take it,
Apenas leve
Take it all with you,
Leve tudo com você
Don't look back,
Não olhe pra trás
At this crumbling fool,
Pra ver essa imbecil se autodestruindo
Just take it all,
Apenas leve tudo,
With my love
Inclusive o meu amor
Take it all,
Leve tudo,
With my love
Inclusive o meu amor
Take it all,
Leve tudo,
With my love.
Inclusive o meu amor.




http://www.youtube.com/watch?v=zBLgGkzUCtA

domingo, 26 de agosto de 2012

Lana Del Rey - Video Games

A Alinne Moraes do Pop Retrô



Depois de Amy Winehouse e de Adele, surge mais uma diva jovem que segue o estilo retrô: é a nova-iorquina Lana Del Rey (Elizabeth Woolridge Grant, 21 de Junho de 1986). Com aparência física e lábios carnudos que lembram a atriz Alinne Moraes (Aline Cristine Dorelli de Magalhães Moraes, Sorocaba, São Paulo, 22 de dezembro de 1982) , seu nome artístico foi inspirado na atriz Lana Turner (Julia Jean Mildred Frances Turner, Wallace, Estados Unidos, 8 de fevereiro de 1921 - Century City, 29 de junho de 1995) e no carro Ford Del Rey. Apesar de eu achar que seu estilo musical não seja tão convincente quanto o divas britânicas, eu gosto muito do "Video Games", música que faz parte do seu primeiro álbum, "Born To Die" (Polydor/ Interscope/Universal Music, 2012) e da trilha sonora da novela "Avenida Brasil" (Rede Globo, 2012). Como também eu gosto desse videoclipe que é um pot-pourri de videos filmados em Super-8 (fotografia cinematográfica que dá efeito de imagem antiga com chuviscos. Uma espécie de "Instagram dos anos 50 e 60".) já existentes, como o de skatistas, desenhos animados antigos, filmes idem e de paparazzis fotografando Paz de La Huerta (María de la Paz Elizabeth Sofía Adriana de la Huerta, 3 de setembro de 1984), atriz americana de origem espanhola caindo bêbada depois de ela ter sido impedida de entrar na festa da premiação do Globo de Ouro pelo seu estado de embriaguez (clique aqui para ver o video original). Além de conter imagens da Lana Del Rey gravadas por ela mesma com uma webcam. O videoclipe foi dirigido e editado pela própria cantora. Isso sem falar também no efeito com eco à anos 60 posto na voz da cantora na faixa.
Lana Del Rey disse a revista britânica The Quietus que a inspiração para "Video Games" veio do seu ex-namorado. "Naquela época eu estava ficando desiludida em ser uma cantora e estava muito feliz por assentar com um namorado que eu amava, mas no final ambos perdemos nossos sonhos de vista". A cantora completou que o relacionamento era perfeito, mas achava que com o contentamento veio também a tristeza. "Havia algo de celestial sobre aquela vida: eu ia trabalhar e ele jogava os seus videogames". (Wikipédia)
Segundo os críticos, Lana Del Rey e sua canção "Video Games" têm o estilo gangster da Nancy Sinatra (Nancy Sandra Sinatra, Jersey City, 8 de junho de 1940), cantora e filha do Frank Sinatra (Francis Albert Sinatra, Hoboken, 12 de dezembro de 1915 - Los Angeles, 14 de maio de 1998). No início, a Interscope Records (selo americano que pertence à Universal Music) havia rejeitado a lançar "Video Games" como single, pois não acreditavam que as rádios iriam tocá-la, apesar de o selo ter gostado da música. "Mas felizmente tudo deu certo no final, e espero que mais canções como essa possam ser tocadas nas rádios no futuro.", disse Justin Parker, parceiro de Lana del Rey na composição de "Video Games", ao jornal britânico Daily Mail. E aconteceu.



http://youtu.be/HO1OV5B_JDw


Video Games
Escrita por Lana Del Rey e Justin Parker
Intérprete:Lana Del Rey
(C) 2011 Polydor Records / Universal Music Group (UK)
(C) 2011 Interscope Records / Universal Music Group (USA)
(P) 2012 Universal Music (Brasil)

Swinging in the backyard
Brincando de balanço no quintal
Pull up in your fast car
Você chega no seu carro veloz
Whistling my name
Assobiando pra mim
Open up a beer
Você abre uma cerveja
And you take it over here
E a traz até aqui
And play a video game
E joga um videogame

I'm in his favorite sun dress
Estou  usando o vestido que ele gosta
Watching me get undressed
Vendo-me despindo
Take that body downtown
Enlouqueça meu corpo
I say you the bestest
Eu lhe digo o melhor que posso
Lean in for a big kiss
Inclino-me para lhe dar um grande beijo
Put his favorite perfume on
E coloco o perfume que ele mais gosta

Go play a video game
Vá jogar um videogame

It's you, it's you, it's all for you
É você, é você, é tudo por você
Everything I do, I tell you all the time
Tudo que faço, digo a você o tempo todo
Heaven is a place on earth with you
Com você, o céu é um lugar na terra
Tell me all the things you want to do
Diga-me tudo o que você quer fazer
I heard that you like the bad girls
Soube que você gosta de garotas malvadas
Honey, is that true?
Meu bem, isso é verdade?
It's better than I ever even knew
É melhor do que eu já pensava
They say that the world was built for two
Dizem que o mundo foi construído para dois
Only worth living if somebody
Só vale a pena viver se alguém
is loving you
estiver amando você
Baby, now you do
Querido, agora você ama

Singing in the old bars
Cantando nos bares antigos
Swinging with the old stars
Divertindo-me com os astros consagrados
Living for the fame
Vivendo pela fama
Kissing in the blue dark
Beijando na triste escuridão
Playing pool and wild darts
Jogando sinuca e dardos selvagens
Video games
Vídeo games

He holds me in his big arms
Eu o sinto me prendendo em seus grandes braços
Drunk and I am seeing stars
Bêbada e vendo estrelas
This is all I think of
É tudo o que eu imagino
Watching all our friends fall
Vendo todos os nossos amigos cairem
In and out of Old Paul's
Dentro e fora do Old Paul's* (*nome de um bar onde Lana Del Rey e seus amigos frequentavam)
This is my idea of fun
Esta é a minha idéia de diversão

Playing video games
Jogar vídeo games

It's you, it's you, it's all for you
É você, é você, é tudo por você
Everything I do, I tell you all the time
Tudo que faço, digo a você o tempo todo
Heaven is a place on earth with you
Com você, o céu é um lugar na terra
Tell me all the things you want to do
Diga-me tudo o que você quer fazer
I heard that you like the bad girls
Soube que você gosta de garotas malvadas
Honey, is that true?
Meu bem, isso é verdade?
It's better than I ever even knew
É melhor do que eu já pensava
They say that the world was built for two
Dizem que o mundo foi construído para dois
Only worth living if somebody
Só vale a pena viver se alguém
is loving you
estiver amando você
Baby, now you do
Querido, agora você ama

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Gabriela (1975)



Em pleno ano em que a novela "Gabriela", baseada no romance de Jorge Amado, está sendo regravada para o horário das onze da noite, não custa nada relembrar a mais sucessiva e mais vendida trilha sonora da versão original. Algumas canções, para a nooossa alegria, foram resgatadas para o remake, incluindo o arroz da festa "Modinha para Gabriela", cantada pela diva Gal Costa (Maria da Graça Costa Penna Burgos, Salvador, 26 de setembro de 1945). O diretor Mauro Mendonça Filho explicou de maneira simples e inteligente o motivo do resgate: "Você pode até mudar o James Bond, mas não a música dele."(site Teledramaturgia).
Grandes cantores da MPB foram reunidos para a gravação da trilha sonora, encomendada exclusivamente para a novela e produzida pelo Guto Graça Mello. As lindas "Coração Ateu" (da brilhante compositora Sueli Costa) cantada por Maria Bethânia e "Caravana" cantada por Geraldo Azevedo deixam aquele gosto de "quero mais extensão de tempo nas músicas", já que ambas têm duração de menos de dois minutos. Em "Doces Olheiras", os compositores João Bosco e Aldir Blanc descrevem neste ótimo tema as principais características do personagem Tonico Bastos (em 1975, vivido por Fúlvio Stefanini e, hoje, por Marcelo Serrado). A trilha também projetou dois cantores então estreantes para o sucesso: Djavan, com a música "Alegre Menina", feita por Dori Caymmi baseada no poema de Jorge Amado, e Fafá de Belém, com "Filho da Bahia".

"Lançada originalmente em 1975, a trilha sonora da novela Gabriela nos remete a um tempo em que os objetivos puramente comerciais ainda não tinham contaminado totalmente a indústria do disco. É incrível, mas houve um tempo em que Dorival Caymmi compunha sozinho três músicas para uma novela, e que seu filho Dori também nos brindava com outras duas jóias para o mesmo fim. Um tempo em que numa mesma trilha era possível encontrar gravações maravilhosas de artistas do calibre de Maria Bethânia, Moraes Moreira, Djavan, Quarteto em Cy, Alceu Valença, Gal Costa, Fafá deBelém, Geraldo Azevedo, MPB-4, Elomar, João Bosco e Walter Queiróz.".

Rodrigo Faour, no site Cliquemusic .


CURIOSIDADES:
*Foi com "Gabriela" que Sônia Braga se tornou a primeira atriz a se destacar na capa de LP de trilha sonora de novelas.
*A trilha sonora foi relançada duas vezes: em 1979, por conta da reprise da novela naquele ano, e em 2001, em CD, através da coleção "Campeões de Audiência".


"Gabriela - Trilha Sonora Original"
(P) 1975 Som Livre
410.6004

Obs.: Este post só contem amostra da ficha técnica do álbum citado.

01 - Coração Ateu [tema de Jerusa (Nívea Maria) e Mundinho Falcão (José Wilker)]
Escrita por Sueli Costa
Intérprete:Maria Bethânia
gentilmente cedida pela Companhia  Brasileira de Discos Phonogram (hoje Universal Music Brasil)

02 - Guitarra Baiana [tema de locação]
Escrita e interpretada por Moraes Moreira

03 - Alegre Menina [tema de Gabriela (Sônia Braga) e Nacib (Armando Bógus)]
Música de Dori Caymmi
Letra baseada no poema de Jorge Amado
Intérprete: Djavan

04 - Quero Ver Subir Quero Ver Descer [tema de Dr. Maurício (Paulo Gonçalves)]
Tema folclórico adaptado por Roberto Santana
Intérprete:Walter Queiroz
gentilmente cedido pela Companhia  Brasileira de Discos Phonogram (hoje Universal Music Brasil)

05 - Horas [tema de Malvina (Elizabeth Savalla)]
Escrita por Dorival Caymmi
Intérprete: Quarteto Em Cy
gentilmente cedidas pela Companhia  Brasileira de Discos Phonogram (hoje Universal Music Brasil)

06 - São Jorge dos Ilhéus [tema do Coronel Ramiro Bastos (Paulo Gracindo)]
Escrita e interpretada por Alceu Valença

07 - Modinha para Gabriela [tema de abertura e tema de Gabriela (Sônia Braga)]
Escrita por Dorival Caymmi
Intérprete: Gal Costa
gentilmente cedida pela Companhia  Brasileira de Discos Phonogram (hoje Universal Music Brasil)

08 - Filho da Bahia [tema de Glorinha (Ana Maria Magalhães)]
Esrita por Walter Queiroz
Intérprete: Fafá de Belém
gentilmente cedida pela Companhia  Brasileira de Discos Phonogram (hoje Universal Music Brasil)

09 - Caravana [tema de Mundinho Falcão (José Wilker)]
Escrita por Geraldo Azevedo e Alceu Valença
Intérprete: Geraldo Azevedo

10 - Porto [tema geral]
Esrita por Dori Caymmi
Intérprete: MPB-4
gentilmente cedidos pela Companhia  Brasileira de Discos Phonogram (hoje Universal Music Brasil)

11 - Retirada [tema dos retirantes]
Escrita e Interpretada por Elomar

12 - Doces Olheiras [tema de Tonico Bastos (Fúlvio Stefanini)]
Escrita por João Bosco e Aldir Blanc
Intérprete: João Bosco
gentilmente cedido pela RCA Victor, Radio Corporation of America (hoje Sony Music Entertainment Brasil)

13 - Adeus
Escrita por Dorival Caymmi
Intérprete: Walker
gentilmente cedido pela RCA Victor, Radio Corporation of America (hoje Sony Music Entertainment Brasil)


Produzido por Guto Graça Mello

Coordenação Geral: João Araújo
Assistentes de Produção: Perinho Albuquerque, João Melo, Paulinho Tapajós e Roberto Santana.

Arranjos
*Guto Graça Mello (nas faixas "Filho da Bahia", "Caravana" e "Doces Olheiras")
*Dori Caymmi (em "Alegre Menina" e "Porto")
*João Donato (em "Modinha Para Gabriela")
*Oscar Castro Neves (em "Horas" e "Adeus")
*Perinho Albuquerque (em "Coração Ateu")

Técnicos: Luiz Paulo, Deraldo, Célio e Norival.
Estúdios: SOMIL e HAWAY

Agradecimentos especiais:
Às gravadoras Phonogram e RCA pela gentileza da cessão de seus artistas exclusivos: 
Gal Costa, Maria Bethânia, Quarteto em Cy, MPB 4, Walter Queiroz, Fafá de Belém, Carlos Walker e João Bosco.


SOM LIVRE
410.6004
(P) 1975


A Estrada dos Tijolos Amarelos



Que tal ouvir a letra de um dos clássicos do astro britânico, o "Goodbye Yellow Brick Road" ("Adeus às Estradas dos Tijolos Amarelos") , sucesso de 1973 que nossos pais e nossos tios curtiam? A música, que já teve reeleitura (muito linda) da banda de rock alternativo inglesa Keane em 2005, está no LP homônimo que contem outros hits, como "Saturday Night's Alright for Fight", que ganhou regravações das bandas The Who e Nickelback, e "Candle In The Wind", que é um tributo a glamourosa atriz Marilyn Monroe. Mas antes, vamos entender o sentido da letra.

A estrada dos tijolos amarelos vem do famoso conto "O Mágico de Oz", escrito por L. Frank Baum (Lyman Frank Baum, 15 Maio de 1856 – 6 de Maio de 1919), que representa o caminho dourado para os nossos sonhos. Existem inúmeras interpretações para a estrada, entre elas, segundo o site "Aventurta e Entretenimento - O Mágico de Oz", as "políticas de 'O Mágico de Oz' que dita que o romance seja na verdade uma alegoria ou metáfora para os acontecimentos políticos, econômicos e sociais da América na década de 1890.Dentro dessa teoria, segundo o historiador Henry Littlefield, a 'Estrada de Tijolos Amarelos', seria uma alegoria monetária que representaria o ouro."

"Outras teorias acreditam que a Estrada de Tijolos Amarelos representa na verdade a esperança de um futuro melhor e a coragem para fazer seus sonhos se tornarem realidade.
Também há os que creem que ela simboliza a liberdade, pois quando Dorothy encontra seus amigos em Oz eles estão presos (o Leão está escondido na floresta, o Espantalho pregado no milharal e o Homem de Lata está enferrujado em uma clareira). Os três deixam suas 'prisões' (e limites) sob a iniciativa de Dorothy e seguem a Estrada de Tijolos Amarelos, que conduz todos à auto-realização." ["Aventura e Entretenimento - Dicionário de Oz" ( http://www.aventuraentretenimento.com.br/omagicodeoz/mundodeoz/dicionariodeoz/pag-2.html )].

Na canção "Goodbye Yellow Brick Road", Elton John (Reginald Kenneth Dwight, Londres, 25 de março de 1947) mostra, digamos, o lado avesso e realista da estrada dourada de "O Mágico de Oz". Pelo que se acredita até então, o músico, em parceria com Bernie Taupin, escreveu a canção "para representar uma desilusão com a realidade da indústria da música e que a estrada de tijolos amarelos seria uma analogia do 'caminho para a fama'" ("Aventura e Entretenimento"). No terceiro verso da música, no qual ele dizia "I should have stayed on the farm" ("eu deveria ter continuado na fazenda"), é bem semelhante à frase dita pela personagem Dorothy (na versão cinematográfica de 1939 foi vivida pela Judy Garland) depois de ela ter vivido aventuras e fantasias na Terra de Oz : "there's no place like home" (em tradução livre, "não existe lugar melhor que a nossa casa").


Goodbye Yellow Brick Road
(Adeus às Estradas dos Tijolos Amarelos)
Escrita por Elton John e Bernie Taupin
Intérprete: Elton John
(C) 1973 DJM Records, Dick James Music / Pye Records / Universal Music Group (UK)
(C) 1973 MCA Records, Music Corporation of America / Universal Music Group (USA/Canada)
(P) 1973 RGE/Young (Fermata do Brasil) / Universal Music (Brasil)

When are you going to come down?
Quando você vai descer?
When are you going to land?
Quando você vai aterrissar?
I should have stayed on the farm
Eu deveria ter permanecido na fazenda 
I should have listened to my old man.
Eu deveria ter dado ouvidos ao meu velho pai

You know you can't hold me forever,
Você sabe que não pode me aprisionar pelo resto da vida
I didn't sign up with you.
Eu não assinei [contrato] com você.
I'm not a present for your friends to open,
Eu não sou nenhum presentinho para que seus amigos abram,
This boy's too young to be singing
Este rapaz é jovem demais para ficar cantando
The blues.
As tristezas.

So goodbye yellow brick road,
Então adeus às estrada dos tijolos amarelos,
Where the dogs of society howl.
Onde os cães da sociedade uivam.
You can't plant me in your penthouse,
Você não pode me plantar na sua cobertura [do apartamento]
I'm going back to my plough.
Estou voltando para o meu arado.

Back to the howling old owl in the woods,
De volta para onde a velha coruja uiva na mata,
Hunting the horny back toad.
Caçando o sapo de dorso áspero.
Oh I've finally decided my future lies
Ah, eu finalmente decidi que meu futuro jaz
Beyond the yellow brick road
Muito além da estrada dos tijolos amarelos.

What do you think you'll do then?
Então, o que acha que vai fazer?
I bet that'll shoot down your plane.
Eu aposto que destruirá seu avião.
It'll take you a couple of vodka and tonics
Isso fará você beber um pouco de vodca com tônica
To set you on your feet again
Pra se reanimar

Maybe you'll get a replacement,
Talvez você consiga um substituto,
There's plenty like me to be found.
Existem muitos iguais a mim para serem encontrados
Mongrels, 
Vira-latas
who ain't got a penny,
que não têm um centavo sequer
Sniffing for tidbits like you 
Farejando por petiscos como você
on the ground
no chão

So goodbye yellow brick road,
Então adeus às estrada dos tijolos amarelos,
Where the dogs of society howl.
Onde os cães da sociedade uivam.
You can't plant me in your penthouse,
Você não pode me plantar na sua cobertura
I'm going back to my plough.
Estou voltando para o meu arado.

Back to the howling old owl in the woods,
De volta para onde a velha coruja uiva na mata,
Hunting the horny back toad.
Caçando o sapo de dorso áspero.
Oh I've finally decided my future lies
Ah, eu finalmente decidi que meu futuro jaz
Beyond the yellow brick road
Muito além da estrada dos tijolos amarelos.




http://youtu.be/Nd9G4ZGqdd8

sábado, 4 de agosto de 2012

Meu Manifesto

É como dizia o comediante americano George Bruns (Nathan Birnbaum, 20 de janeiro de 1896 – 9 de março de 1996): "Eu prefiro ser um fracasso em algo que amo do que um sucesso em algo que odeio."



Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil