Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Martinho da Vila - "4.5 Atual"



Martinho da Vila comemora seus 45 anos de carreira com o CD "4.5 Atual" lançado via gravadora Sony Music.O sambista de canto manso e alegre abre o CD com "Menina Moça", o partido-alto que levou Martinho ao sucesso nacional defendido por ele próprio no III Festival de Música Popular Brasileira, exibido pela TV Record em 1967. Da segunda até a décima-terceira faixa são reeleituras de músicas de seu LP de estréia batizado com seu nome e lançado em 1969 pela extinta RCA Victor com clássicos do samba como "O Pequeno Burguês", "Casa de Bamba", "Quem É do Mar Não Enjoa", "Yayá do Cais Dourado", "Quatro Séculos de Modas e Costumes" e o curioso pot-pourri "Boa Noite /Carnaval de Ilusões /Caramba" . É que, como o próprio Martinho revela na faixa, na apuração do carnaval de 1967, os "jurados tradicionalistas", entre eles, o Chico Buarque, não gostaram do "Carnaval de Ilusões" que foi enredo de Vila Isabel naquele ano e não deram nota 10. A reprovação não agradou ao Martinho que, tempos depois, escreveu "Caramba", em que o sambista alfinetava: “Malha, malha, malhador/ que não aceita a evolução do samba/ (…) Caramba, nem o Chico entendeu o enredo do meu samba”. Mas o que mais surpreendeu foi a regravação mais emotiva e mais madura de "Grande Amor" sob arranjo de Rildo Hora. "Ele [o LP de 1969] foi gravado há mais de 40 anos e as condições técnicas não eram muito boas. Foi gravado também com poucos instrumentos, apenas um violão e um cavaquinho. Então, eu queria melhorar as harmonias. Aproveitei que estou fazendo 45 anos de carreira e resolvi fazer isto", disse o Martinho em sua entrevista ao Terra explicando o motivo do projeto.O álbum comemorativo também possui três músicas bônus: as inéditas "Partido-Alto de Roda" e "Samba dos Passarinhos" e a regravação de "Pãozinho de Açúcar", canção de 1994 dedicada à sua mulher Cléo. "4.5 Atual", apesar do insensato baixo número de cópias distribuídas, o que motivou a minha dificuldade de adquirí-lo merece uns parabéns pra você por dar aos bons apreciadores do samba um certo prazer de "devorar" faixa por faixa.(tanto que até meu pai em um dia o escutou umas 3 vezes)






Rádio UOL
http://www.radio.uol.com.br/#/volume/martinho-da-vila/4.5-atual/37533

Samba de Raiz.Net
http://www.sambaderaiz.net/martinho-da-vila-4-5-atual/



Martinho da Vila e Rildo Hora no RJTV da Rede Globo


O video a seguir é a reportagem sobre o lançamento do CD exibido pelo telejornal RJTV 1ª Edição (apresentado no horário do nosso Jornal do Almoço da RBS TV aqui em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul)

http://globotv.globo.com/rede-globo/rjtv-1a-edicao/v/martinho-da-vila-lanca-novo-cd-para-comemorar-os-45-anos-de-carreira/2061570/


"4.5 Atual"
Martinho da Vila

(P) 2012 Sony Music Entertainment Brasil
88725422532
Obs.: Este post só contem amostra da ficha técnica do álbum citado.

1. Menina Moça    
(Martinho da Vila)
ZFM Produções (Universal)

2. Boa noite / Carnaval de Ilusões / Caramba
(Martinho da Vila – Gemeu / Martinho da Vila – Martinho da Vila)
Universal Music Publishing MGB
  
3. Casa de Bamba
(Martinho da Vila)
Warner / Chappell
    
4. O Pequeno Burguês
(Martinho da Vila)
Universal Music Publishing MGB
   
5. Quatro Séculos de Modas e Costumes
(Martinho da Vila)
Irmãos Vitale
   
6. Yayá do Cais Dourado
(Martinho da Vila)
Universal Music Publishing MGB
   
7. Quem é Do Mar Não Enjoa
(Martinho da Vila)
Warner / Chappell
   
8. Amor, Pra Que Nasceu?
(Martinho da Vila)
Universal Music Publishing MGB
   
9. Brasil Mulato
(Martinho da Vila)
Universal Music Publishing MGB
   
10. Tom Maior
(Martinho da Vila)
Irmãos Vitale
   
11. Pra Que Dinheiro?
(Martinho da Vila)
 Irmãos Vitale
  
12. Parei Na Sua / Nhêm, Nhêm, Nhêm
(Martinho da Vila – Martinho da Vila / Cabana)
Universal Music Publishing MGB - Irmãos Vitale 

13. Grande Amor
(Martinho da Vila)
Irmãos Vitale
   
14. Samba dos Passarinhos
(Moacyr Luz - Martinho da Vila)
ZFM Produções (Universal) / Tapajós (EMI)
  
15. Pãozinho de Açúcar    
(Martinho da Vila)
 Warner / Chappell

16. Partido-Alto de Roda    
(Martinho da Vila)
SM (Sony / ATV Publishing)


Produzido por Rildo Hora
Arregimentação e produção executiva: Genilson Barbosa
Técnico de gravação e mixagem: Luiz Carlos Torquato Reis
Técnico de gravação (cordas e sopros): Roberto Junior
Edição Digital: Misael da Hora
Assistente Técnico: Douglas Silvino
Gravado e mixado nos estúdios da Cia dos Técnicos
Masterizado nos estúdios Visom por Ricardo Dias

Músicos:
Rildo Hora: arranjos e regências - realejo (gaita) nas faixas 13, 14 e 15
Cláudio Jorge : Violão
Carlinhos 7 Cordas: violão de 7 nas faixas 1, 2, 4, 7, 11, 12, 15 e 16
Gabriel de Aquino: Violão nas faixas 8 e 9
Wanderson Martins: cavaco e solos
Paulinho Soares "Galeto": cavaco (ré, sol, si, ré)nas faixas 1, 2, 3, 4, 7, 12, 14 e 15
Ivan Machado: baixolão
Marcílio Lopes: violão tenor na faixa 1
Márcio Vanderlei: banjo na faixa 15
Dirceu Leite: Flauta nas faixas 13 e 14
Silvério Pontes: trompete nas faixas 3 e 4
Roberto Marques: trombone nas faixas 3 e 4
Léo Ortiz: violino (spalla)
José Alves, Eduardo Hack, Pedro Milibelli, Oswaldo Carvalho, Daniel Albuquerque, Glauco Fernandes e Rogério Rosa: violinos
Jesuína Passaroto e Eduardo Pereira: violas
Iura Ranevsky e Luiz Zamith: cellos nas faixas 13 e 14
Tunico da Vila: pandeiro e congas
Belôba: tantã
Trambique: tamborim e repique de anel nas faixas 1, 4, 5, 11 e 16
Paulinho Black: bateria
Pretinho da Serrinha: surdo e pandeiro, cuíca, efeitos, agogô, prato-faca, ganzá, moedas, vassourinhas e repique de mão
Maestro Leonardo Bruno, Juju Ferreirah, Martinho Antonio, Analimar Ventapane, Tunico da Vila, Maíra Freitas e Mart'nália: coro nas faixas 1, 2, 5, 6, 10, 12, 13, 14, 15 e 16
Maestro Leonardo Bruno, Patrícia Hora, Jurema de Cândia e Paula Tribuzy: coro nas faixas 3, 4, 7 e 11


Roberto Carlos - "Todos Os Meus Rumos" (1978)



ESSA É A VERSÃO QUE EU TAVA PROCURANDO: a versão completa da música "Todos Os Meus Rumos", da autoria de Fred Jorge e tirada do LP "Roberto Carlos" (1978). No CD relançado, o final da música foi cortado em "fade out" assim que Roberto Carlos começa a cantar o refrão final (pra quem não entendeu, "fade out" é quando o volume de uma música diminui gradualmente ao silêncio para a conclusão da faixa, ou seja, "Todos Os Meus Rumos" no CD terminou antes do tempo original). Diz a lenda que a versão do CD foi tirada do compacto duplo promocional do Roberto Carlos lançado no mesmo ano que o LP.

Atualizado no dia 9 de novembro de 2016: Um visitante fez uma observação nos comentários que não foi só em CD, mas também no relançamento em LP nos anos 1990 com o selo vermelho da Columbia Records / Sony Music que a música foi cortada.

"Todos Os Meus Rumos" (versão completa do LP)
Escrita por Fred Jorge
Intérprete: Roberto Carlos
(P) 1978 Discos CBS, Columbia Broadcasting System / Companhia Brasileira de Som (hoje Sony Music Entertainment Brasil)

clique no link abaixo para ouvir.
https://www.youtube.com/watch?v=hC0AQ67LGv0

domingo, 20 de janeiro de 2013

Muito explicativo!



Video:Blog Direção Espiritualhttp://youtu.be/6Lm15iWge-I

No programa "Direção Espiritual" (o programa que eu gosto muito de ver que passa toda quarta-feira à noite) da TV Canção Nova do dia 21 de novembro de 2012, Pe. Fábio de Melo atende um internauta que pergunta como viver em uma sociedade onde tudo tem seu preço: honestidade, verdade e até a virgindade. Além de fazer uma reflexão sobre a crise de valores que temos hoje, na qual acontecimentos tão banais viram notícia como se fossem de grande importância, também ele fala do comportamento moralista de muitas pessoas diante disso.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

A Ópera de um Menino Em Cartaz



Já foi escolhido o samba-enredo oficial da Estácio de Sá que traz como o tema “Rildo Hora: A ópera de um menino... No toque do realejo rege o seu destino”, em homenagem ao produtor musical e arranjador dos álbuns de grandes sambistas, como Zeca Pagodinho, Beth Carvalho e Martinho da Vila. Modesto, Rildo disse que não esperava pela escolha do enredo. "Não esperava essa homenagem.Tinha muita gente na minha frente nessa fila, muitos artistas com trabalho de maior peso. Mas Deus quis que eu fosse o escolhido...não posso contrariar o 'homem'", disse no segundo video (logo após a letra do samba-enredo) momentos antes do primeiro ensaio técnico da Estácio de Sá,escola que está no grupo de acesso e que desfilará na sexta-feira de carnaval (dia 8/02). O samba-enredo escolhido tem como seus compositores Igor Ferreira, Claudinho MS, JL Escafura, Tinga, Adriano Ganso, Tião e Fadico e, como intérprete, Igor Ferreira.


Enredo: Rildo Hora: A Ópera de um Menino... O Toque do Realejo Rege o Seu Destino!

Compositores: Igor Ferreira, Claudinho MS, JL Escafura, Tinga, Adriano Ganso, Tião e Fadico
Intérprete: Leandro Santos



http://youtu.be/X37oJd9nm90

VAI MEU LEÃO DO NORTE A POESIA DA COROAÇÃO
DIVINO DOM, O SOM DO REALEJO A TOCAR
CIFRANDO O GRANDE DESTINO DE UM SONHADOR
E VAI O MENINO MOSTRAR SEU VALOR
"INTÉ ASA BRANCA", PARTIU PRA BRILHAR
NAVEGA POR UM MAR DE INSPIRAÇÃO
APORTA NESSA DOCE ILUSÃO
E NO TERREIRO
SE APAIXONA PELO RIO DE JANEIRO

LÁ VEM O TREM DO SAMBA
SAUDADE QUE NÃO SE DESFAZ
E TRAZ DO CÉU ESSA GENTE BAMBA
POETAS IMORTAIS

A MUSICALIDADE EM SUA VIDA FEZ BROTAR
ACORDES, QUE NOS FAZEM VIAJAR
NUM SONHO ESPECIAL
"CHORAR PRA QUE?" "EU DEIXO A VIDA ME LEVAR"
"OS TEUS MENINOS" HOJE VÃO TE ETERNIZAR
TEU ANJO NEGRO A NOS GUIAR
MAESTRO...
VENHA REGER O MEU TESOURO
FAZ RELUZIR NA AVENIDA
A MINHA ORQUESTRA MEDALHA DE OURO

TEM MELODIA NO AR... ESTÁCIO DE SÁ
É EMOÇÃO!!
É RILDO HORA O GÊNIO DA CANÇÃO
BEM NO COMPASSO DO MEU CORAÇÃO

Video: Ensaio Técnico da Estácio de Sá 2013 (com Rildo Hora)



http://youtu.be/l09X5ctFJsc


Video: Estácio de Sá recebe seu homenageado na Feijoada do Leão



http://www.youtube.com/watch?v=6HS3Rc9Jx-s


"All I Could Do Was Cry" - Etta James



Só depois que eu vi o filme "Cadillac Records" (TriStar Pictures, 2008) com a Beyoncé no papel da cantora Etta James (Jamesetta Hawkins, Los Angeles, 25 de janeiro de 1938 — Riverside, 20 de janeiro de 2012), descobri a existência dessa música. Amei o "All I Could Do Was Cry", pois a letra e a melodia no primeiro verso da música ("I heard...") lembram "Somenone Like You" da Adele, esta que tem a James como uma de suas influências musicais.
"All I Could Do Is Cry", uma música de dor de cotovelo escrita por Billy Davis, Berry Gordy Jr (futuro criador da gravadora Motown) e sua irmã Gwen Gordy, foi incluída no álbum de estréia da cantora, "At Last!" (Argo Records/Chess Records / MCA Records, 1961). "Curiosamente, essa canção foi inspirada nas desilusões amorosas da cantora em relação a seu ex-namorado [o cantor de rhythm & blues] Harvey Fuqua, então namorado de Gwen, uma das escritoras da música. Como se não bastasse, a compositora, que depois se casou com Fuqua, era ex-namorada de Billy Davis [outro compositor da música!]." (Revista Bravo! Online).
Etta James, que teve sérios problemas com drogas e desilusões amorosas, morreu no dia 20 de janeiro de 2012. Na época, fazia  um ano que ela foi diagnosticada com leucemia.


"All I Could Do Was Cry" 
Escrita por Billy Davis, Berry Gordy Jr e Gwen Gordy
Intérprete: Etta James
(P)1961 Argo Records/Chess Records / MCA Records (Universal Music Group)

I heard church bells ring
Eu ouvi sinos da igreja
I heard a choir singing
Eu ouvi um canto coral
I saw my love walk down the aisle
Eu vi meu amor caminhando até o altar
on her finger he placed a ring
No dedo dela, colocando um anel

I saw them holding hands
Eu os vi de mãos dadas
She was standing there with my man
Ela estava lá com o meu homem
I heard them promise
Eu os ouvi prometendo
"Til death do us part"
"Até que a morte nos separe"
Each word
cada palavra
Was a pain
Era uma dor
In my heart
Em meu coração

All I could do was cry
Tudo que eu podia fazer era chorar
All I could do was cry
Tudo que eu podia fazer era chorar
I was losing the man that i love
Eu perdi o homem que eu amo
and all I could do was cry
Tudo que eu podia fazer era chorar

And now the wedding is over
E agora a celebração do casamento acabou
Rice, rice has been thrown over their heads
Os grãos de arroz já foram jogados sobre suas cabeças
For them life has just begun
Para eles a vida está apenas começando
but mine is ending
mas a minha acabou

All I could do was cry
Tudo que eu podia fazer era chorar
All I could do was cry
Tudo que eu podia fazer era chorar
I was losing the man that i love
Eu perdi o homem que eu amo
and all I could do was cry
Tudo que eu podia fazer era chorar





http://youtu.be/UdD-zac4mx8



Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil