Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Karina veio pra ficar!



Minha Santa Catarina vai se orgulhar dessa morena linda de voz suave! Karina, a cantora de Curitiba, Paraná e radicada na cidade catarinense de Joinville, começou sua carreira com incentivo da avó, cantando em bares e eventos. Aos 16 anos ela chegou a cantar na Oktoberfest, a festa alemã mais famosa de Blumenau que acontece em outubro. Abriu shows de grandes nomes da música, como Ivete Sangalo, Oswaldo Montenegro, João Bosco e Leila Pinheiro e, durante dois anos consecutivos, participou do Festival de Chorinho no Teatro Juarez Machado, em Joinville. Na ida ao Rio de Janeiro, conheceu o cantor Leandro Sapucahy, que a levou ao programa “Esquenta”, da Rede Globo e seria o seu produtor musical. Lá, Regina Casé convidou Karina para cantar com Arlindo Cruz que posteriormente seria seu padrinho artístico e padrinho de casamento. Karina casou-se com o empresário Diether Werninghaus no dia 15 de junho de 2013 no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. O casal é residente de Balneário Camboriú (minha cidade vizinha!).



Em 2012, lançou seu primeiro CD de carreira, "Você Merece Samba", lançada pela gigante Sony Music. As gravações aconteceram nos estúdios Cia.dos Técnicos e Estúdio Sapucahy. Os músicos que trabalharam neste CD foram Jota Moraes, Valério Brair, Jerominho Fernandes nos arranjos, Dirceu Leite, Camilo Mariano, Bóris, Mauro Diniz, Gordinho, Jorginho Trompete, Neni Brown, Dudu Dias, Netti Bonfim, Karla Prietto, Marcos Ancanjo, Bruno Gama, Luciano Broa e o próprio Leandro Sapucahy como instrumentistas. Irresistível também é o vídeo da faixa-título do álbum (da autoria de Carlinhos Brown). O clipe inspirado na década de 1950 foi gravado no Lapa 40°, um dos bares mais populares do bairro mais boêmio da Cidade Maravilhosa, que conta com a participação do coreógrafo Carlinhos de Jesus no elenco, com a fotografia de Marcos Hermes, que conquistou a preferência da  cantora e até de Paul McCartney e com a produção de Jodele Larcher, que desde 1985 está à frente do Rock In Rio e de artistas como Gal Costa e Gilberto Gil. Tanto talento lhe custou um Troféu Samba É Tudo de Bom de melhor cantora revelação do samba. O prêmio é realizado pelo programa "Dorina Ponto Samba" da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, apresentado pela cantora Dorina e pelo Rubem Confeti.
Em maio desse ano, Karina lançou o seu mais recente sucesso, "Nunca É Tarde". A música virou um sucesso absoluto: já está na lista das mais tocadas nas rádios do Brasil e fará parte da trilha sonora da novela global "Império"! Neste momento, a sambista trabalha no seu mais novo álbum que ainda promete: tem a participação de Martinho da Vila. Confiram e conheçam melhor esses e outros sucessos da minha conterrânea, acessando www.karinasamba.com.br.

Com Carlinhos de Jesus na gravação do clipe "Você Merece Samba" no Lapa 40°, no Rio de Janeiro.

Fontes: Blog da Adri Buch (ANotícia/ClicRBS) http://wp.clicrbs.com.br/adribuch/tag/cantora/?topo=84,2,18,,,84
Alvo Conteúdo Relevante http://www.alvoconteudorelevante.com.br/cantora-catarinense-karina-leva-seu-samba-para-turne-na-europa/




Video: "Você Merece Samba"
Escrita por Carlinhos Brown
Interpretada por Karina
(P) 2012 Sony Music Entertainment Brasil





Video: "Nunca É Tarde"
Escrita por Marquinhos de Moraes e Fabio Marques
Interpretada por Karina


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

"The Way You Are" - Agnetha Fältskog (ABBA) e Ola Håkansson (Secret Service)

Capa do compacto "The Way You Are" de 1986


"The Way You Are" é uma canção romântica de 1986 gravada pelos suecos Agnetha Fältskog, ex-cantora do lendário grupo ABBA e Ola Håkansson, vocalista da banda Secret Service que é dona de grandes sucessos como a dançante "Oh Susie" de 1979 e "Cry Softly" de 1982, esta que fez parte da trilha sonora internacional da novela global "Elas Por Elas". A música foi usada para promover a cidade de Falun, na Suécia, como candidata à sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1992. Falun não foi selecionada, mas o dueto teve um grande êxito e ganhou o compacto de ouro na Suécia.


"The Way You Are"
escrita por Norell Oson Bard
intérpretes: Agnetha Fältskog e Ola Håkansson
produzido por Anders Hansson, Ola Håkansson e Tim Norell
(P) 1986 Sonet Grammofon, Sweden / Universal Music Group




http://youtu.be/0rSAZSa0L7A


You take me high, out of the blue,
You're by my side whenever I need you
The way you smile, the way you move,
Why should I try, I can't get over you.

All through the night you take me on
When we unite, I know where I belong
When winter reigns, I'll be your friend
What we create, may last until the end.

And through the time that's passing by
I hope you'll always be, you'll be forever
The way you are, the way you are.

Where mountains rise, I'll stand by you
My heart assigned, like only lovers do
If we're apart, I'll cross the sea
Don't close your heart, this love was always free.

And through the time that's passing by
I hope you'll always be, you'll be forever
The way you are, the way you are.

And if you leave, don't go too far
In your beliefs, just be the way you are
The way you are, the way you are.

Just be the way you are
The way you are, the way you are.


domingo, 10 de agosto de 2014

Edu Krieger dá resposta ao funk ostentação




Depois de "Desculpe Neymar", música em que ele mostra seu desinteresse pela copa no Brasil em meio a tantos problemas na saúde e na educação, Edu Krieger publica nesta quinta-feira (07/08/2014) no YouTube uma canção-resposta ao funk ostentação. O cantor e compositor carioca que teve músicas gravadas por Roberta Sá, Maria Rita e Ana Carolina e já esteve aqui em Itajaí em 2013 para o 16º Festival de Música, critica os garotos de origem humilde que encontram a felicidade em baladas, roupas de grife e conversíveis. "Acho que os funkeiros que seguem a linha da ostentação fazem um trabalho sério e batalham por suas carreiras como qualquer artista, e isso é legítimo. O que é lamentável é ver como esse capitalismo cruel e opressor gerou uma cultura do 'ter' em sobreposição ao 'ser', que se reflete em suas letras", diz.
Em "Resposta Ao Funk Ostentação, Krieger alia o seu violão de sete cordas ao tradicional batidão do funk e à linha melódica e rítmica que lembram as músicas do MC Guimê, um dos maiores nomes do gênero. "Achei que seria interessante expressar meu ponto de vista sobre o funk ostentação utilizando a mesma linguagem dos MCs, só que adicionando uma pitada de MPB, que é a minha praia. Daí surgiu esse arranjo, que mistura violão de sete cordas com tamborzão", contou em bate-papo com o Jornal Hoje em Dia nesta sexta-feira (8/08/2014).




Resposta ao Funk Ostentação 
Compositor e intérprete: Edu Krieger
Direção do vídeo: Mauricio Stal
Gravação e mixagem: Rodrigo Rezende (Arena Estúdio - RJ)

Você ostenta o que não tem
Pra tentar parecer mais feliz
Mas não sabe que pra ser alguém
Tem que agir ao contrário do que você diz
Você pensa que tem liberdade
Exibindo riqueza e poder
Mas não vê que na realidade
O sistema é que lucra usando você

E o sistema tem a cor
Do racismo e da escravidão
Cada vez que você dá valor
À roupinha de marca e à ostentação
A elite burguesa e branca
Que é dona das lojas de grife
Se dá bem, pois você bota banca
Mas é o sistema que aumenta o cacife

Clipe norte-americano
De artista que faz hip hop
Você quer imitar por engano
Pensando que assim vai ganhar mais ibope
É a regra do capitalismo
Eles querem que a gente consuma
Pra vivermos à beira do abismo
A gente pra eles é porra nenhuma

Você pensa que é modelo
Pras crianças da comunidade
Sinto muito, mas devo dizê-lo
Que o que você faz é uma puta maldade
Se o moleque não tem condição
De entrar nesse mundo grã-fino
Isso pode virar frustração
E você vai foder com o pobre menino

Que pra ter um tênis foda
Pode até assaltar um playboy
Pois se fica excluído da moda
Recebe desprezo e isso lhe dói
E as mulheres que dão atenção
Que te cobrem de beijo e afeto
Valem menos do que seu cordão
Pois você trata elas pior que objeto

Quem batalha pra viver
E botar a comida na mesa
De repente te vê na TV
Dirigindo carrão e exibindo riqueza
Ostentando pra ter atenção
E achando que isso é maneiro
Sem saber que essa ostentação
Faz o branco do banco ganhar mais dinheiro

Negro tem que ter poder
Negro tem que ser protagonista
Tem que estar no jornal, na TV
No outdoor e na capa de toda revista
Mas não tem a menor coerência
Ostentar um anel de brilhante
Isso só vai gerar violência
Inveja e recalque no seu semelhante

Que legal sua conquista
Sua história de vida também
Mas seu papo é tão consumista
Que faz de você um artista refém
Dessa pose fajuta e falida
Que só finge aumentar autoestima
Infeliz de quem sobe na vida
E não sabe o que faz quando chega lá em cima




http://youtu.be/4aJwV8cWxDM


Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil