Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

O Semideus - a trilha sonora


Logotipo da novela "O Semideus.

Adorei muito esses dois temas instrumentais da novela "O Semideus" (Rede Globo, 22 de agosto de 1973 - 7 de maio de 1974). A novela de Janete Clair marcou a reunião de dois galãs da teledramaturgia na época: Francisco Cuoco e Tarcísio Meira como protagonistas. Ambos os temas são da autoria de Baden Powell e Paulo Cesar Pinheiro, este que, posteriormente, seria casado com a cantora Clara Nunes. A primeira a ser executada no vídeo é "Uma Canção a Mais" com a Orquestra e Coro Som Livre e, em seguida "O Semideus" que é o tema de abertura da novela pela Orquestra Som Livre. Na verdade, esta é uma versão instrumental da música da abertura que era cantada. Curiosamente o tema com a letra não foi incluído na trilha sonora em LP. Tampouco houve lançamento da trilha complementar em compacto simples com a versão com letra. Uma pena.


Tarcísio Meira e Francisco Cuoco.

Mas antes é preciso ver essa interessantíssima chamada que foi uma das poucas coisas que sobrou da novela, já que um incêndio no prédio da TV Globo em 1976 destruiu vários arquivos da emissora, inclusive capítulos de novelas em rolos de fitas. No vídeo, ouve-se ao fundo a música-tema de abertura (com letra) que tinha um arranjo bem diferente do que saiu em LP nas lojas. A locução é de Ronaldo Cammarota (que, antes de Dirceu Rabelo, era voz padrão da TV Globo durante a década de 1970) e o design gráfico padrão da emissora na mesma época era de Cyro Del Nero (28 de dezembro de 1931 - 30 de julho de 2010), o antecessor de Hans Donner.




https://www.youtube.com/watch?v=-JR3VPRbD08


"Uma Canção a Mais" - interpretada pela Orquestra e Coro Som Livre
"O Semideus" (instrumental) - interpretada pela Orquestra Som Livre
ambas as faixas:
escritas por Baden Powell e Paulo Cesar Pinheiro
(P) 1973 Som Livre





https://www.youtube.com/watch?v=VIJ7XVKw-G0

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

"Boas Festas" - Carlos Galhardo (versão de 1941)



Na foto: Carlos Galhardo com o compositor Assis Valente (com o violão).

Para ouvir: uma das primeiras gravações da canção natalina "Boas Festas" (1941) da autoria do brilhante e controverso Assis Valente na voz de Carlos Galhardo, sendo que a primeira  foi feita em 1933 com o mesmo intérprete acompanhado da Orquestra Diabos do Céu.

"Boas Festas"
escrita por Assis Valente
intérprete: Carlos Galhardo
(P) 1941 RCA Victor (hoje Sony Music Entertainment Brasil)







segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Curiosidades Natalinas






Foto: cena do filme "Jesus - A História do Nascimento" ("The Nativity Story", Temple Hill Entertainment / New Line Cinema, 2004)


*A data 25 de dezembro como o Natal do Senhor foi convencionada no século IV.
*O costume da árvore de Natal foi introduzido nos Estados Unidos pelos imigrantes alemães na segunda metade do século XIX.
*O primeiro presépio foi montado por São Francisco de Assis, em 1223, na Capela de São Lucas, em Greccio, na Itália, em noite de Natal.
*O cartão de boas festas foi inventado no Natal de 1843 em Londres por Henry Cole.
*A canção natalina "Noite Feliz" foi criada às pressas numa pequenina aldeia austríaca em dezembro de 1818 pelo Padre Joseph Mohr.

Seleção de Maria Teresinha P. de Paiva
São João del Rei - MG

Fonte: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Editora Vozes, 211 de dezembro de 2014.


sábado, 20 de dezembro de 2014

O raro disco brasileiro do seriado Chaves



No mesmo ano em que a série mexicana "Chaves" completou 30 anos de exibição no Brasil através do SBT, morreu o ator e humorista Roberto Gomez Bolaños, mais conhecido como Chespirito (Cidade do México, 21 de fevereiro de 1929 - Cancún, 28 de novembro de 2014). No dia do seu falecimento, resgatei este ótimo LP que fiz questão de ter pedido de presente de aniversário ao meu papai que também assiste à série que no fim também gostou da trilha sonora! O LP é de 1989, mas só o ganhei 2 anos mais tarde. Este álbum contém algumas músicas executadas durante a série e houve a participação de vários dubladores do seriado e a produção é de Mário Lúcio de Feitas, então casado com a cantora Sarah Regina, esta que também participa do disco. Mário Lúcio de Freitas adaptou alguns temas escritos originalmente por Roberto Bolaños, além de ter sido intérprete principal da faixa "Chiquinha". Apenas os temas "Aí Vem o Chaves"(abertura), "Kiko", "Chiquinha" e "Madruga" foram criados especialmente para versão brasileira. O disco foi lançado pela Polygram (hoje Universal Music). O LP tem menos de 23 minutos de duração, mas sempre deixa o gosto de "quero mais" a quem o escuta, principalmente a quem é fã do Chaves.
Assim como o seriado pela TV, o disco abre com "Aí Vem o Chaves", uma das poucas músicas feitas exclusivamente para a versão brasileira. Na segunda faixa, "Tchuim Tchuim Tchum Claim", Chaves recomenda que usasse sempre a tal palavra mágica como resposta a qualquer pergunta que lhe façam: "nós lhe asseguramos que nunca falhará. Basta responder:'tchuim tchuim tchum claim'!" Será? rs rs...
"Conto de Fadas", adaptação de "El País de la Fantasía", canção esta com roupagem mariachi cantada originalmente pelo Professor Girafales em um dos episódios do Chapolin Colorado, ganhou um arranjo bonitinho e delicado que faz jus à letra da canção.
O fato curioso está na faixa "Chaves, o Rei da Palhaçada" conhecida pelo refrão "Que Bonita Sua Roupa" (no LP, estava "legalzinha a sua roupa"). Na versão original "Que Bonita Vecindad", ao se apresentar, o protagonista da série faz suspense quando vai dizer o seu nome, mas acaba não dizendo: "Mi nombre es… el Chavo / Toda mi ropa es un auténtico remiendo" (a identidade do personagem principal, na verdade, era um mistério, por isso que ele ganhou da vizinhança o apelido de "chavo", que é uma gíria mexicana que quer dizer "menino", "moleque". Porém, como no Brasil esse termo não existia e o nome "Chavo" soaria estranho na dublagem em português, então o protagonista ganhou o nome de "Chaves" na dublagem brasileira.). O verso foi adaptado para o disco como "Eu sou o famoso Chaves / Todos dizem que só faço trapalhadas".
A faixa mais empolgante do LP é "Barulhos da Cidade" com o refrão cheio de onomatopeias bem complicadas. A seguir, vem "Madruga", música que apresenta o comportamento e a rotina do personagem Seu Madruga que foi interpretada pelo Gilberto Santamaria, ex-integrante do grupo Os Caçulas na década de 1960. Gilberto Santamaria, falecido em 1990 aos 38 anos, vítima de câncer, criou com o Mário Lúcio de Freitas o estúdio de dublagem Marsh Mallow, onde foi dublada a série mexicana.
Clique nos nomes das musicas para ouví-las pelo YouTube e divirta-se!

"Chaves" - Trilha Sonora da Série
(P) 1989 Polydor Discos / Discos PolyGram do Brasil (hoje Universal Music Brasil)
841 866 - 1

"Aí Vem o Chaves"
escrita por Mário Lúcio de Freitas e Tati
Intérpretes: Sarah Regina (solo), Marcelo Gastaldi (Chaves), Cecília Lemes (Chiquinha), Carlos Seidl (Seu Madruga), Marta Volpiane (Dona Florinda) e Nelson Machado (Kiko)
Arranjo: Mário Lúcio de Freitas
Coro: Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Tchuim Tchuim Tchum Claim" ("Churi Churin Fun Flais")
escrita por Roberto Gomez Bolaños - adaptação para o português: Tati
Intérpretes: Marcelo Gastaldi (Chaves - solo), Cecília Lemes (Chiquinha), Carlos Seidl (Seu Madruga), Helena Samara (Dona Clotilde), Mário Vilela (Seu Barriga), Marta Volpiane (Dona Florinda), Osmiro Campos (Professor Girafales) e Nelson Machado (Kiko)
Arranjo: Ricardo Melchior
Coro: Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Kiko"
escrita por Mário Lúcio de Freitas e Marcelo Gastaldi
Intérprete: Nelson Machado (Kiko)
Arranjo: Mário Lúcio de Freitas
Coro: Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Conto de Fadas" ("El País de la Fantasía")
escrita por Roberto Gomez Bolaños - adaptação para o português: Tati
Intérprete: Marcelo Gastaldi (Chaves)
Arranjo: Fernando Netto
Coro: Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Chiquinha"
escrita por Fernando Netto e Marcelo Gastaldi
Intérpretes: Mário Lúcio de Freitas (solo) e Cecília Lemes (Chiquinha)
Arranjo: Fernando Netto
Coro:Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Chaves, o Rei da Palhaçada" (versão adaptada de "Que Bonita Sua Roupa") ("La Vencidad del Chavo")
escrita por Roberto Gomez Bolaños - adaptação para o português: Tati
Intérpretes: Marcelo Gastaldi (Chaves - solo), Carlos Seidl (Seu Madruga), Osmiro Campos (Professor Girafales) e Marta Volpiane (Dona Florinda)
Arranjo: Fernando Netto
Coro: Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Barulhos da Cidade" ("El Ruido")
escrita por Roberto Gomez Bolaños - adaptação para o português: Tati
Intérprete: Marcelo Gastaldi (Chaves)
Arranjo: Ricardo Melchior
Coro:Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

"Madruga"
escrita por Mário Lúcio de Freitas e Marcelo Gastaldi
Intérpretes: Gilberto Santamaria (solo) e Carlos Seidl (Seu Madruga)
Arranjo: Mário Lúcio de Freitas

"Quero viver dançando" ("Bailando")
escrita por Roberto Gomez Bolaños - adaptação para o português: Tati
Intérpretes: Sarah Regina (Dona Florinda cantando), Osmiro Campos (Professor Girafales) e Marta Volpiane (Dona Florinda - diálogo)
Arranjo: Ricardo Melchior

"Amigos Palhaços" ("Los Payasos")
escrita por Roberto Gomez Bolaños - adaptação para o português: Tati
Intérpretes: Marcelo Gastaldi (Chaves) e Mário Vilela (Seu Barriga)
Arranjo: Fernando Netto
Coro: Valeriane Firmo, Meireane Firmo, Sueli Gondim e Maria Rita Kfouri

Editora para todas as faixas: Music Makers

Concepção e projeto: Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) e Diana Backstage
Produção: Marsh Mallow (São Paulo), outubro de 1989
Diretor: Mário Lúcio de Freitas

Músicos participantes:
Pedro Ivo Lunardi (baixo), Luiz Guilherme Rabelo (bateria), Ricardo Melchior (guitarra) e José Fernandes Neto (teclado) 
Técnico de som: Serginho Jovino

Capa: Iastake Fassimoto
Arte final: Marcos Andrade e Vanderlei Rodrigues
Produção Gráfica: Nelson E. dos Santos (Pincel)
Coordenação: Everaldo de Jesus e Diana Backstage
Ficha técnica
original do LP /
Ficha técnica adicional: canal BGMsCh (Músicas da Série "Chaves"), YouTube

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Cem Anos de Beleza em Um Minuto


Em memória de um século de beleza, um vídeo bacana mostra uma modelo que altera o seu visual correspondente à cada década, entre 1910 e 2010. Tudo isso em um minuto.

Eu amo a década de 1960. Qual é sua década preferida?



Pretinho Básico - "Rico Rico Rico" (paródia de "Wiggle")



O programa humorístico radiofônico "Pretinho Básico" (http://www.pretinho.com.br) da Atlântida FM (rádio que faz parte do Grupo RBS, afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina) lançou o videoclipe do tema de verão 2015. Aproveitando a febre das músicas que falam de ostentação, a turma que comanda a atração criou "Rico Rico Rico", que é uma paródia da pegajosa "Wiggle" (composta por Jason Desrouleaux, Eric Frederic, Jacob Kasher, Sean Douglas, John Ryan, Joe Spargur, Axident e Calvin Broadus) de Jason Derulo com a participação do rapper Snoop Dogg. A divulgação do vídeo foi transmitida ao vivo via streaming por meio do blog do PB no dia 28 de novembro de 2014.

"Pretinho Básico" é um programa de rádio transmitido pela Rede Atlântida para as 12 emissoras dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e pela "Grande Rede Pretinho Básico" em emissoras do interior dos dois estados mais o Paraná e em breve na Baixada Santista. Sob a produção de Arthur Gubert, é apresentado por Alexandre Fetter. Os demais integrantes do programa são Porã, Luciano Potter, Marcos Piangers, Mr. Pi, Duda Garbi, Pedro Smaniotto e Maurício Amaral, este que deixou o programa por motivos pessoais e devido a sua mudança para a cidade de Bento Gonçalves, sendo sua última participação no PB das 13 horas do dia 28 de novembro. Além dos integrantes fixos, há  participação de convidados durante a semana, intitulados de "estrelas móveis": o cantor, músico e apresentador do "Galpão Crioulo" da RBS TV Neto Fagundes (segundas), Rodaika Dienstbach, apresentadora do "Patrola" edição gaúcha também da RBS (terças e sextas-feiras), Cris Pereira (terças e quintas-feiras) e Jair Kobe, o "Guri de Uruguaiana" (quartas). O Pretinho Básico é transmitido ao vivo por toda Rede Atlântida de segunda à sexta, em dois horários: das 13:00 às 14:00 e das 18:00 às 19:00. O programa também é transmitido ao vivo pela internet e aplicativos de smartphones e por emissoras não pertencentes ao Grupo RBS no sul do Brasil. São apresentadas ainda reprises dos melhores programas das 13h e das 18h de cada semana aos sábados nos mesmos horários.

Curiosidade:
Na canção original "Wiggle", o produtor Ricky Reed usava como efeitos sonoros flauta de brinquedo (aquela executada no refrão), palmas das mãos, embalagens para amendoim industrializado e instrumentos de percussão. (fonte: Wikipedia)

Vídeo: "Rico, rico, rico" (Paródia de "Wiggle") - Pretinho Básico



Para baixar a música, acesse:

https://soundcloud.com/pretinhobasico/ouca-o-tema-de-verao-da-atlantida-rico-rico-rico

Direção e edição do vídeo: Marcos Piangers
Letra: Arthur Gubert e Potter
Produção: Flávia Murr
Produção de áudio: Loop Reclame
Câmera e tratamento de imagens: Marcelo Stifelman

Letra:

Sabe o que é que eu quero ser nesse verão?
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico

5 mil, 15 mil, tanto faz
Nem pergunto o preço, não importa mais
Casa com piscina lá no litoral,
Ar-condicionado nos 18 “grau”

Na praia…
Champanhe, balada
Com elas, Neymar
Barcelona, Miami

Sabe o que é que eu quero ser nesse verão?
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico

Whatsapp, Whatsapp, pra juntar
E o Instagram para ostentar
A mascada infinita no iate
Nós somos da turma dos Illuminatis

Depilo,
O peito, o cabelo
Sueco, "the world
Is mine, pool party"

Sabe o que é que eu quero ser nesse verão?
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico

Hoje a festa, é na suíte
E o DJ é o Avicci
Do meu meu lado, só as rich
E a mascada é sem limites

Sabe o que é que eu quero ser nesse verão?
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico
Rico, rico, rico

Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil