Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Trilha Sonora de "O Rei do Gado" - Volume 1


Patrícia Pillar como a bóia-fria "Luana" na capa do LP/CD da trilha sonora de "O Rei do Gado",

"O Rei do Gado", uma das novelas de maior sucesso, está de volta em Vale a Pena Ver de Novo na TV Globo. Segundo o jornalista e crítico de TV Maurício Stycer no site do Folha de São Paulo, a reprise de "O Rei do Gado" chega a bater novelas inéditas da mesma emissora em audiência. A novela já foi reapresentada em 1999 e no Canal Viva em 2011 e mesmo assim o peão com um laço na mão ainda reina na televisão. Enquanto "O Rei do Gado" estiver no ar,  resolvi relembrar meus tempos de adolescente (na época em que a novela estreou eu tinha 14 anos) e falar sobre o volume 1 da trilha sonora que também foi um sucesso: foram mais de um milhão e meio de cópias vendidas em LP's e CD's, quebrando o recorde de 18 anos do LP internacional de "Dancin' Days" de 1978 (blog Zappiando). Eu não alimentei essa estatística, mas já tinham me emprestado o CD e o gravei numa tradicional fita cassete da marca Sony comprada em camelô.


O disco já principia com o tema de abertura, "Rei do Gado" cantado pelo quarteto one-hit wonder Orquestra da Terra e  escrito por Luiz Schiavon (tecladista da banda RPM), Marcelo Barbosa (filho de Benedito Ruy Barbosa, o autor da novela) e Nil Bernardes, este que, junto a Carla Domingues, Cátia Vieira e Márcio Flores, integra o conjunto vocal sertanejo. Me veio à memória a paródia do programa humorístico Casseta e Planeta adaptando o nome da novela para "O Rei do Galho", referente à falta de desconfiança do protagonista Bruno Mezenga (Antônio Fagundes), o mais importante criador de gado do Brasil, da infidelidade de sua esposa Léa (Silvia Pfeifer). Os versos da música, "sou desse chão onde o rei é peão... ",  foram trocados por "eu sou peão/ fui pra televisão/ ganhei um dinheirão/ e namoro uma sem-terra/ ela é um avião..." e a música terminava aí com o bordão do jingle do Beto Carrero. E o personagem principal satirizado estava montado em um cavalinho de carrossel de parque de diversões, uma reprodução cômica do encerramento da abertura em que o Bruno Mezenga/Antônio Fagundes, sobre um cavalo rodopiante e cercado de bois, se transformava em um peão de ouro.

O grupo Orquestra da Terra.

A trilha sonora também marca a reunião das três duplas sertanejas mais queridas do Brasil que comandavam o show "Amigos", um programa musical de fim de ano da TV Globo que teve sua primeira edição no ano anterior à novela: Leandro & Leonardo, a parceria que só foi desfeita pela morte de Leandro em 1998, vítima de um câncer raro no pulmão, Zezé di Camargo & Luciano e Chitãozinho &  Xororó. A primeira dupla canta "Doce Mistério", outra faixa composta pelo trio Bernardes-Schiavon-Barbosa. A música era tema dos personagens Aparício/Pirilampo (Almir Sater) e Lia (Lavínia Vlasak em seu primeiro trabalho). Ainda me lembro como se fosse ontem: o Video Show, ao divulgar a "nova" novela das oito horas, mostrava os bastidores da gravação de "Doce Mistério" para a trilha sonora.
"Coração Sertanejo", com um arranjo belíssimo e bem tradicional do gênero, é uma das faixas do álbum de Chitãozinho & Xororó,  "Clássicos Sertanejos" (1996), que recebeu o disco de diamante pela ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Discos). Já "Sem Medo de Ser Feliz", música da autoria de Zezé di Camargo e cantada pela dupla Zezé di Camargo & Luciano, foi o tema do mau-caráter e mulherengo Ralf (Oscar Magrini), o amante de Léa.

Os "Amigos" Leandro & Leonardo, Chitãozinho & Xororó e Zezé di Camargo & Luciano no show exibido pela Rede Globo em 1995

Para o núcleo dos sem-terra _vale lembrar que "O Rei do Gado" estreou dois meses após a morte de 19 boias-frias em Eldorado dos Carajás, no Pará_, foi escolhida "Admirável Gado Novo", canção escrita e interpretada por Zé Ramalho que fez parte do seu segundo e politizado álbum solo, "A Peleja do Diabo com o Dono do Céu" que, no auge da perseguição do regime militar aos artistas, causou um pequeno incômodo no governo ditatorial (curiosidade: na capa desse LP idealizada pelo próprio Zé Ramalho, o cantor aparece entre o cineasta Zé do Caixão representando o diabo e a atriz Xuxa Lopes). A música cita algumas ideias contidas nos livros "Admirável Mundo Novo" do escritor britânico Aldous Huxley (1894-1963), e "1984", de George Orwell (1903-1950). O álbum, lançado em 1979, mas popularizado em 1980, rendeu a Zé Ramalho seu primeiro disco de ouro.



Capa do LP "A Peleja do Diabo com o Dono do Céu" de Zé Ramalho


Em sua fase mais pacata, o roqueiro Renato Russo gravou seu segundo e último CD solo, "Equilíbrio Distante", no qual o vocalista da banda Legião Urbana, falecido em outubro de 1996, mostrava seu interesse pela cultura italiana, o que demonstra sua forte ligação à sua ascendência, e fazia releituras da música pop da Itália que estouravam nas rádios brasileiras na década de 1990 (quem não se lembra da encantadora Laura Pausini?). Entre elas, a que está na trilha sonora da novela, "La Forza Della Vita", escrita e cantada originalmente por Paolo Vallesi. A música defendida pelo próprio Vallesi ficou em terceiro lugar no Festival de San Remo em 1992.
Em seguida, a rainha da música sertaneja Roberta Miranda canta um dos clássicos do rei Roberto Carlos na fase black music pós-Jovem Guarda: "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo", escrito em 1968 por Roberto e seu parceiro Erasmo Carlos para o disco "O Inimitável". O álbum de Roberto Carlos recebeu este nome sob suspeitas de que o artista, no auge do sucesso, estaria sendo "copiado" pelo cantor Paulo Sérgio (1944-1980). A canção reencarnada em bolero pela cantora conhecida pela voz doce e interpretação voluptuosa embala o romance extraconjugal de Léa (Sílvia Pfeifer, com o visual à Marilyn Monroe) e Ralf (Oscar Magrini).


Capas do CD "Volume 9" (1996) de Roberta Miranda e do LP "O Inimitável" (1968) de Roberto Carlos.

Diretamente do décimo segundo álbum de carreira de Djavan, "Malásia", "Correnteza" é uma belíssima regravação de Tom Jobim e composta por este em parceria com Luiz Bonfá para o décimo disco do saudoso maestro, "Urubu" (Warner Music, 1976). "Correnteza" é o tema da misteriosa sem-terra atendida como "Luana" (Patrícia Pillar, atriz que, coincidentemente, fez o par romântico com o músico alagoano no filme musical "Para Viver Um Grande Amor" em 1983) que, na verdade, se chama Marieta Berdinazzi, a mais nova cara-metade de Bruno Mezenga, este que não sabe que está se envolvendo com a sobrinha de seu inimigo Jeremias Berdinazzi (Raul Cortês), nem mesmo a própria boia-fria sabe de sua verdadeira identidade, já que ela perdeu sua memória num acidente de caminhão.
Paraibano de Catolé da Rocha, em 1996, o jovem Chico César conquistava as paradas de sucesso com a música "Mama África" da autoria dele. Como compositor, apresentou à baiana Daniela Mercury a canção que já foi gravada por ele, "À Primeira Vista", tema de Marcos (Fábio Assunção) e Liliana (a então estreante Mariana Lima). Segundo a Revista Veja na edição do dia 18 de setembro do mesmo ano, Elba Ramalho também estava interessada em gravar a canção (a própria Elba recentemente admitiu em um dos episódios do programa "Por Trás da Canção" do Canal Bis).
"Vaqueiro de Profissão", um sertanejão na voz do queridíssimo Jair Rodrigues (1939-2014) é o tema do personagem Zé do Araguaia (Stênio Garcia), grande amigo de Bruno Mezenga. A novela também marca a reunião dos atores Antônio Fagundes e Stênio desde a primeira versão da série "Carga Pesada".
Engatinhando para o sucesso mundial, a cantora country canadense Shania Twain interpreta a (belíssima) música que a levou ao estrelato, "The Woman In Me (Needs a Man In You)", tema de Suzane, uma das amantes de Ralf, vivida por Leila Lopes (1959-2009). O segundo disco de Shania que leva o nome da canção venceu o Grammy na categoria "Melhor Álbum Country".
Orlando Morais, marido da atriz Glória Pires que esteve no elenco da novela, é autor e intérprete da seresta "O Que Vem a Ser Felicidade" com a participação especial de Dominguinhos no acordeon. A canção é o tema da personagem de Glória, Rafaela, uma impostora que se passa por Marieta Berdinazzi que consegue a confiança do "tio" Jeremias.



"O Rei do Gado" - Trilha Sonora Original da Novela
Vários Artistas (clique no nome do disco para ouvi-lo na íntegra)
(P) 1996 Som Livre
2102-1 (LP)
2102-2 (CD)
2102-4 (K7)

1 - "Rei do Gado"
escrita por Nil Bernardes, Luiz Schiavon e Marcelo Barbosa
intérpretada por Orquestra da Terra
Editora Warner / Chappell Brasil Edições Musicais
(P) 1996 Warner Music (Divisão Continental) (hoje Warner Music Brasil)

2- "Coração Sertanejo"
escrita por Neuma Morais e Neon Morais
interpretada por Chitãozinho e Xororó
Editora Mercury Records
(P) 1996 Mercury Records / PolyGram Discos (hoje Universal Music)

3- "Admirável Gado Novo"
escrita e interpretada por Zé Ramalho
Editora EMI Music, Electric and Musical Industries, Ltda.
(P) 1979 Epic Records / Discos CBS, Columbia Broadcasting System / Companhia Brasileira de Som (hoje Sony Music Entertainment - Brasil)

4- "La Forza Della Vita"
escrita por Beppe Dati e Paolo Vallesi
intérpretada por Renato Russo
editora Siae, Sociedade Italiana de Autores e Editores (Società Italiana degli Autori ed Editori) / ADDAF, Associação Defensora de Direitos Autorais e Fonomecânicos
(P) 1995 EMI Music, Electrical and Musical Industries (hoje Universal Music Brasil)

5- "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo"
escrita por Roberto Carlos e Erasmo Carlos
interpretada por Roberta Miranda
Editora EMI Music, Electric and Musical Industries, Ltda.
(P) 1996 Warner Music (Divisão Continental) (hoje Warner Music Brasil)

6- "Correnteza"
escrita por Antônio Carlos Jobim e Luiz Bonfá
interpretada por Djavan
editora Jobim Music / Direto ao autor
(P) 1996 Luanda Records/ Epic Records / Sony Music Entertainment (Brasil)

7- "A Primeira Vista"
escrita por Chico César
interpretada por Daniela Mercury
editora Velas
(P) 1996 Epic Record / Sony Music Entertainment (Brasil)

8- "Sem Medo de Ser Feliz"
escrita por Zezé di Camargo
interpretada por Zezé di Camargo & Luciano
editora Sony Music
(P) 1995 Columbia Records / Sony Music Entertainment (Brasil)

9- "Doce Mistério"
escrita por Nil Bernardes, Luiz Schiavon e Marcelo Barbosa
intérpretada por Leandro & Leonardo
Editora Warner / Chappell Brasil Edições Musicais
(P) 1996 Warner Music (Divisão Continental) (hoje Warner Music Brasil)

10- "Vaqueiro de Profissão"
escrita por Iranfe Maciel e Mário Maranhão
interpretada por Jair Rodrigues
direto aos autores
(P) 1996 Movie Play do Brasil, Indústria e Comércio Ltda.

11- "The Woman In Me (Needs a Man In You)"
escrita por Shania Tawin e Robert John "Mutt" Lange
interpretada por Shania Twain
editora Loon Echo Music/ Zomba Label Group
(P) 1995 Mercury Records / PolyGram Records, Inc. (hoje Universal Music Group)

12- "O Que Vem a Ser Felicidade"
escrita e interpretada por Orlando Morais
participação especial de Dominguinhos, artista gentilmente cedido pela Warner Music (Divisão Continental) (hoje Warner Music Brasil)
editora Unlimited
(P) 1995 Som Livre

13- "Cidade Grande" (instrumental)
escrita por M. Machado e E. Dias
executada por Metrópole
editora Sigem, Sistema Globo de Edições Musicais Ltda.

14- "Caminhando Só" (instrumental)
escrita por M. Machado e E. Dias
executada por Evara Zan
editora Sigem, Sistema Globo de Edições Musicais Ltda.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Feliz Aniversário, Cristiane da Matta!!



Um feliz aniversário a uma das solistas do Coral Católico Palestrina de Apucarana, Paraná, (o coral que eu conheci através dos meus ensaios com o grupo de canto litúrgico no qual eu faço parte) regido pela Irmã Custódia Maria Cardoso :a cantora e violonista Cristiane da Matta. Que Deus a ilumine sempre, sou fã dessa voz doce à Sandy ☺♡ (a outra solista que também tem o timbre semelhante à da irmã do Júnior Lima é a Roselene dos Santos ☺) E que continue com esse dom maravilhoso da música! Assista a esse vídeo gravado às vésperas de Natal para o programa "Bem Vindo,  Romeiro",  da TV Aparecida,  apresentado pela Irmã Custódia Maria Cardoso acompanhada de Cristiane no violão.



http://youtu.be/rwz_6J7Bn3g

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Irmã Cristina Scuccia - "Blessed Be Your Name"



Mais uma canção divulgada do primeiro CD da Cristina Scuccia. A religiosa canta "Blessed Be Your Name", música gospel da autoria do cantor britânico Matt Redman e da sua esposa Beth Redman. Além do próprio Matt, "Blessed Be Your Name" já foi gravada por vários cantores evangélicos, como Rebecca St. James, Anthony Evans e a banda australiana Newsboys.


"Blessed Be Your Name"
escrita por Matt e Beth Redman
intérprete: Sister Cristina Scuccia
(P) 2014 Universal Music Group

Blessed be Your name
Bendito seja o Seu nome
In the land that is plentiful
Na terra de fartura
Where Your streams of abundance flow
Onde o rio flui em abundância
Blessed be Your name
Bendito seja o Seu nome
And blessed be Your name
E bendito seja o Seu nome
When I'm found in the desert place
Quando eu me vejo no lugar deserto
Though I walk through the wilderness
Embora eu ande em meio às tempestades
Blessed be your name
Bendito seja o Seu nome

Every blessing You pour out I'll
Cada benção que Você derrama eu
Turn back to praise
Louvarei a Você
And when the darkness closes in, Lord
E quando as trevas me cercarem, Senhor
Still I will say
Mesmo assim eu direi
Blessed be the name of the Lord
Bendito seja o nome do Senhor
Blessed be Your name
Bendito seja o Seu nome
Blessed be the name of the Lord
Bendito seja o nome do Senhor
Blessed be Your glorious name
Bendito seja o Seu glorioso nome

Blessed be Your name
Bendito seja o Seu nome
When the sun's shining down on me
Quando o sol me ilumina
When the world's "all as it should be"
Quando o mundo é só o mínimo do que deveria ser
Blessed be You name
Bendito seja o Seu nome
And blessed be Your name
E bendito seja o Seu nome
On the road marked with suffering
No caminho marcado por sofrimentos
Though there's pain in the offering
Embora na oferta exista dor
Blessed be Your name
Bendito seja o Seu nome

Every blessing You pour out I'll
Cada benção que Você derrama eu
Turn back to praise
Louvarei a Você
And when the darkness closes in, Lord
E quando as trevas me cercarem, Senhor
Still I will say
Mesmo assim direi
Blessed be the name of the Lord
Bendito seja o nome do Senhor
Blessed be Your name
Bendito seja o Seu nome
Blessed be the name of the Lord
Bendito seja o nome do Senhor
Blessed be Your glorious name
Bendito seja o Seu glorioso nome

You give and take away
Você pode dar e tomar de volta
You give and take away
Você pode dar e tomar de volta
My heart will choose to say:
Que o meu coração escolhe dizer:
"Lord, blessed be Your name"
"Senhor, bendito seja o Seu nome"
I will bless Your name
Eu bendizerei o Seu nome

Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil