Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

sábado, 24 de dezembro de 2016

Que bom! Roberto Carlos estava mais solto e fez o seu melhor especial em poucos anos


Eu tenho que confessar que uma hora antes de começar o especial de Roberto Carlos na Globo, este ano intitulado "Simplesmente Roberto Carlos" eu estava com um frio na barriga, como se eu fosse vê-lo ao vivo em carne e osso mais uma vez ou conhecê-lo pessoalmente no camarim, sei lá. É lógico que não aconteceu. Mas é pelo tradicional especial de fim de ano pela TV. O cantor, que este ano esteve em Balneário Camboriú e Florianópolis em setembro (clique aqui), parecia mais descontraído em sua apresentação exibida nesta sexta-feira (23/12/2016). A reinclusão da música "Quero Que Vá Tudo Pro Inferno", sucesso de 1965, foi o ponto mais alto do show. Por conta do TOC, trastorno obsessivo compulsivo, o cantor deixou de falara palavra "inferno" ou qualquer termo que expressa a maldade por mais de 30 anos. O anfitrião falou sobre a batalha contra o transtorno antes de cantar a "música proibida". "Não me lembro mais quando foi a última vez que cantei essa música. Faz muito tempo realmente. De repente, os amigos insistiram e comecei a tratar o TOC. Melhorei um pouco e ensaiei cantando pela metade, mas aí tratei mais um pouco e resolvi cantar tudo". A princípio eu acreditava que, se ele realmente voltasse a cantá-la, ele faria um break no refrão, ou seja, ao chegar em "e que tudo mais" ficaria em silêncio. Ainda bem que isso não aconteceu. Até a plateia que estava lá e os internautas que assistiam ao programa comemoravam como se dessem um grito de gol em uma partida de futebol. Eu, não só esperava por essa reação, como também estive nesse clima. 😁 Na primeira vez em que ele chegou ao estribilho, deu pra sentir que ele estava inseguro, ameaçou a não soltar a tal palavra, mas foi só uma pegadinha. Depois é que ele relaxou um pouco. E a questão é: será que ele vai incluir o "Quero Que Vá Tudo Pro Inferno" para outros shows de sua turnê?
Também foi exibido em primeira mão o videoclipe de "Chegaste" gravado nos Estados Unidos com a Jennifer Lopez, cantora americana e filha de porto-riquenhos. É a primeira vez que a estrela pop latina canta em português.

Com Jennifer Lopez

Houve a participação da finalista curitibana do "The Voice Kids" Rafa Gomes que encantou os telespectadores cantando ao lado do Roberto as músicas "Ben" (de Don Black e Walter Scharf) imortalizada por Michael Jackson e "Todos Estão Surdos" (de Roberto e Erasmo Carlos). Com Gilberto Gil e Caetano Veloso, Roberto cantou "Coração Vagabundo" (de Caetano Veloso) e "Marina" (de Dorival Caymmi). Com Marisa Monte, Roberto cantou "De Que Vale Tudo Isso" (de Roberto Carlos), sucesso do disco "Roberto Carlos em Ritmo de Aventura" de 1967 e do filme homônimo lançado no ano seguinte, e "Ainda Bem" (de Marisa Monte e Arnaldo Antunes), tanto que os dois chegaram a dançar ao som desta. Dando uma sequência portelense, Zeca Pagodinho, convidado do Roberto Carlos pela terceira vez, e o rei cantaram um pot-pourri de samba em homenagem aos cem anos do gênero musical com "Com que Roupa" (de Noel Rosa"), "O Sol Nascerá" (de Cartola e Elton Medeiros) e "Se Acaso Você Chegasse" (de Felisberto Martins e Lupicínio Rodrigues), além de "Caviar", composta pelo Trio Calafrio Marquynhos Diniz, Barbeirinho do Jacarezinho e Luiz Grande. Como sempre, Roberto encerra seu show com "Jesus Cristo" (de Roberto e Erasmo Carlos).
Roberto Carlos pode não ter a mesma emissão vocal de antigamente, mas, gostem ou não gostem, ele tem a importância na música e o seu especial, na TV.



Com Zeca Pagodinho (foto acima) e Marisa Monte.



quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Assim nasceu "Noite Feliz"

Letra da canção foi escrita em alemão por um padre na Áustria em 1816




Joseph Mohr e Franz Xaver Gruber

Ela é a música mais conhecida e tocada no mundo na época de Natal. "Noite Feliz" como é conhecida na versão brasileira, já foi traduzida para centenas de línguas. A letra original foi escrita em alemão na Áustria pelo padre Joseph Mohr. Já a melodia é de autoria do professor e músico Franz Xaver Gruber. A história do surgimento da canção é controversa. O poema em homenagem ao nascimento de Jesus teria sido escrito em 1816 por Joseph. No Natal de 1818, ele teria procurado Franz para compor a melodia.
Algumas fontes apontam que o órgão da pequena Igreja São Nicolau da vila austríaca de Oberndorf estaria estragado e Joseph precisava de alguém que tocasse algum instrumento. A execução ocorreria na Missa do Galo. Originalmente, a canção foi composta para violão e flauta. Um arranjo vocal de Joseph surgiu em 1820. Novos arranjos por Franz vieram pouco antes da sua morte  (1863). Em 1845, o primeiro arranjo para orquestra aparece e em 1855 um novo arranjo para órgão se vê. Em 1900, a música já era mundialmente conhecida.
A igreja de São Nicolau não existe mais. Foi demolida no começo do século XX por sofrer constantes alagamentos, estando perto do Rio Salzach. Em seu lugar, foi construída por volta de 1920-1930, num lugar 800 metros mais alto que o anterior,  a Capela Memorial da Noite Silenciosa  (Stille-Nacht-Gedächtniskapelle), que, apesar de acolher só 20 pessoas, recebe no fim do ano cerca de 7 mil peregrinos para a missa de Natal, e outros quase 2 mil turistas.
O nome original da canção que foi considerada um Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2011 é "Stille Nacht, Heilige Nacht". Em alemão, "Stille Nacht", na verdade significa "Noite Silenciosa". O nome foi mantido pelo inglês "Silent Night", mas em outros idiomas foi adaptado, como no francês "Douce Nuit" e no português: "Noite Feliz" de Pedro Sinzig, c. 1912, e "Noite de Paz!", versão anônima. A música já foi traduzida para mais de 45 línguas.
A vida de Joseph Mohr virou filme intitulado "Stille Nacht"(2012). No Brasil, com o título de "Noite Feliz", a cinebiografia foi distribuída pela Playarte e é tradicionalmente exibido pela Rede Aparecida.









1ª versão e mais conhecida - escrita por Pedro Sinzig, c. 1912


Noite feliz! Noite feliz!
o Senhor, Deus de amor,
pobrezinho nasceu em Belém.
Eis, na lapa, Jesus, nosso bem!
Dorme em paz, ó Jesus!
Dorme em paz, ó Jesus!

Noite feliz! Noite feliz!
Oh! Jesus, Deus da luz,
quão afável é teu coração
que quiseste nascer nosso irmão
e a nós todos salvar!
e a nós todos salvar!

Noite feliz! Noite feliz!
Eis que, no ar, vêm cantar
aos pastores os anjos dos céus,
anunciando a chegada de Deus,
de Jesus Salvador!
de Jesus Salvador!



2ª versão - Anônimo

Noite de paz! Noite de amor!
Tudo dorme em derredor.
Entre os astros que espargem a luz,
proclamando o menino Jesus,
brilha a estrela da paz!
brilha a estrela da paz!

Noite de paz! Noite de amor!
Nas campinas ao pastor
lindos anjos, mandados por Deus,
anunciam as novas dos céus:
Nasce o bom Salvador!
Nasce o bom Salvador!

Noite de paz! Noite de amor!
Oh! que belo resplendor
ilumina o Menino Jesus!
No presépio do mundo eis a luz,
sol de eterno fulgor!
sol de eterno fulgor!

Fontes:

*Jornal Família Paroquial especial de Natal, Bittencourt Editora, dezembro de 2016 (circulação para Itajaí/SC e região)
*Wikipédia

domingo, 18 de dezembro de 2016

Se Jesus Chegasse agora e tivesse um Facebook pra espalhar a sua ideia...


A uma semana do Natal, posto uma das inúmeras músicas maravilhosas do José Fernandes de Oliveira, popularmente conhecido como Padre Zezinho, SCJ. "Se Jesus Chegasse Agora" é do compacto duplo do sacerdote, "Balada por um Reino" (EPD, hoje Paulinas/COMEP)  de 1974. A canção é uma reflexão sobre a (segunda) vinda inesperada de Jesus Cristo à terra e relata como nós ficaríamos e reagiríamos diante de Deus Filho. Em seu site oficial que há tempos não é atualizado já que o sacerdote tem a sua própria página no Facebook (facebook.com/padrezezinhoscj/), Pe. Zezinho havia escrevido um texto de meditação que soa como um complemento à letra de "Se Jesus Chegasse Agora" (clique aqui).
Falando em Facebook, nos dias de hoje, também seria bom se substituísse o "microfone" da letra da música por esse ou qualquer rede social na internet: "Se Jesus Chegasse agora e tivesse um Facebook pra espalhar a sua ideia...".

capa do compacto duplo "Balada Por Um Reino" do Pe. Zezinho


"Se Jesus Chegasse Agora"
escrita e interpretada por Pe. Zezinho, scj
(P) 1974 EPD, Edições Paulinas Discos (hoje Paulinas-COMEP, Comunicação Musical Editora Paulinas)

Se Jesus chegasse agora
e tivesse um microfone
pra espalhar a sua ideia.
Se Jesus voltasse agora
e dissesse as mesmas coisas
que falou na Galileia:

Muita gente escutaria,
pouca gente ligaria
pra Jesus de Nazaré,
ou, talvez, deturparia
o que Jesus transmitiria
ao falar de amor e fé

Muita gente o seguiria
e seus milagres pediria
pra poder ganhar mais pão
ou talvez agrediria
pois Jesus se negaria
a trazer tal solução

Se Jesus chegasse agora
e tivesse um microfone
pra espalhar a sua ideia
Se Jesus voltasse agora
e dissesse as mesmas coisas
que falou na Galileia:

Muita gente exigiria
que Jesus se rebelasse
e proclamasse outra nação
E Jesus não cederia
e novamente falaria
do Seu Reino de Perdão.

Muita gente enquadraria
Jesus Cristo em seu esquema
pra poder sobreviver
E Jesus se negaria
e novamente morreria
pra fazer alguém viver

Se Jesus chegasse agora
e tivesse um microfone
pra espalhar a sua ideia
Se Jesus voltasse agora
e dissesse as mesmas coisas
que falou na Galileia.

Se Jesus chegasse agora
e tivesse um microfone
pra espalhar a sua luz
de que lado eu estaria
ao chegar aquele dia
de Jesus morrer na cruz?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

"Varanda Suspensa" - Céu



Ainda este mês, a cantora paulista Céu lançou o videoclipe da música "Varanda Suspensa" que faz parte do seu multipremiado e elogiado álbum "Tropix" (Slap, 2016) lançado em março. O vídeo teve a direção de Indira Dominici e foi filmado inteiramente em Super 8 em preto e branco, conferindo um aspecto granulado à filmagem. A música é da autoria da própria cantora em parceria com o tecladista Hervé Salters, do grupo francês de funk-rock eletrônico General Elektriks, que foi um dos músicos participantes do disco da cantora além de produzí-lo.

Fonte:
Revista Rolling Stone Brasil

"Varanda Suspensa"
escrita por Maria do Céu Whitaker Poças e Hervé Salters
interpretada por Céu
(P) 2016 SLAP, Som Livre Apresenta

Descansar a vista
Até onde a vista alcança
De uma zona temperada
Até onde o sonho te leva

Na varanda suspensa
De São Sebastião
Intocada por ipoméias
Pés de manga, costela-de-adão
Eu me sentava pra ver
Aquele quadro vivo mudar
Vista para Ilhabela
Éramos a tela impressionista

Tropical, latino-americana
Litoral, início de janeiro
Tardes de veraneio, lume dos faróis
Anunciando a noite neon

Chegou! O dueto de Jennifer Lopez com Roberto Carlos

Jennifer Lopez com Roberto Carlos e Kany García.

Finalmente foi lançada a aguardada música da Jennifer Lopez em parceria com o Roberto Carlos, intitulada "Chegaste". A princípio muita gente achava inusitada a ideia de reunir a diva pop latina e o rei da música popular brasileira, mas no fim a canção teve um resultado agradável. Mais que isso: o a música que soa como um folk suave ficou bonitinho e ingênuo.
O dueto foi cantado completamente em português, inclusive "Chegaste" marca a primeira vez que Jennifer Lopez canta no idioma, mas a colaboração também terá versão em espanhol para o próximo CD da cantora no qual ela interpreta todo em castelhano. A letra original em espanhol é da cantora porto-riquenha Kany García e a versão em português é do Roberto.
"Chegaste" tem de tudo para ser um hit radiofônico. Eu mesma senti um nó na garganta emocional ao ouví- la. E algo me diz que vou chorar muito assim que o videoclipe for exibido no especial de Roberto Carlos no dia 23. 😢💙🌹🌷

Ouça "Chegaste" na íntegra.

"Chegaste" 
Escrita por Kany García
Versão em português de Roberto Carlos
(P) 2016 Sony Music Entertainment Group

Tanto tempo já vai caminhando e ainda me pego recordando
Lágrimas rolaram dos meus olhos, enxuguei mais de uma vez
Tenho algumas marcas que ficaram em meu sorriso nesses anos
E também lembranças tão bonitas que o tempo não desfez

Quem diria que você viria sem dizer que vinha?
Porque nunca é tarde
Para apaixonar-se

Chegaste
Senti na minha boca um: Te quero
Como um doce com caramelo
Necessitava um amor sincero
Chegaste
E ouvi da tua boca um: Te quero
Pra se apaixonar, sempre é tempo
Necessitava um amor sincero

E agora que eu conheço os caminhos que me levam pros seus braços
Agora que o silêncio é uma carícia que a felicidade traz
Você e o seu sorriso iluminam minha vida e meus espaços
E chega me dizendo num sorriso: Não me deixe nunca mais

Quem diria que você viria sem dizer que vinha?
Porque nunca é tarde
Para apaixonar-se

Chegaste
Senti na minha boca um: Te quero
Como um doce com caramelo
Necessitava um amor sincero
Chegaste
E ouvi da tua boca um: Te quero
Pra se apaixonar, sempre é tempo
Necessitava um amor sincero

Quem diria que você viria sem dizer que vinha?
Porque nunca é tarde
Para apaixonar-se

Chegaste
Senti na minha boca um: Te quero
Como um doce com caramelo
Necessitava um amor sincero
Chegaste
E ouvi da tua boca um: Te quero
Pra se apaixonar, sempre é tempo
Necessitava um amor, um amor

Chegaste
Senti na minha boca um: Te quero
Como um doce com caramelo
Necessitava um amor sincero



quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Eu era feliz nos anos 90 e eu não sabia

Alguns dos motivos de que eu era feliz nos anos 90 e eu não sabia. Minha adolescência foi resumida nesses cantores!. 💗😊

#TBT #ThrowbackTime

📼📻📺💿🎶

Ana Cañas - "Tô na Vida"


Eu gosto da Ana Cañas desde que eu tomei conhecimento sobre ela através do álbum "Hein?" (Sony Music) de 2009. "Tô na Vida" faz parte do quarto álbum homônimo da cantora paulista lançado no ano passado (2015). A canção é um rock ballad à Janis Joplin que fala de uma moça que luta para reconquistar seu amor depois de ter feito uma besteira. O videoclipe bem descolado no qual Cañas aparece descabelada, de peruca loira, óculos e chapéu teve a direção da própria cantora e do Philippe Noguchi e editado por este.

💔

"Tô Na Vida"
escrita por Ana Cañas, Arnaldo Antunes e Lúcio Maia
interpretada por Ana Cañas
(P) 2015 SLAP - Som Livre Apresenta/Guela Records

Eu fiz besteira
Não tem desculpa
Vai ser pior se eu explicar

Fiz tudo errado com você
Sinto muito, meu bem
Mas eu vou consertar

Olha meu amor
Já quebrei promessa
Mas não era como essa

Já quebrei os copos
E também os pratos
Colei os cacos
Um por um

Toda vida
Toda vida
Eu quis alguém como você

Tô na vida
Eu tô na vida
Lutando pra não te perder

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O coração tem razões que a própria razão desconhece




Essa frase do título é do físico, matemático, filósofo moralista e teólogo francês Blaise Pascal (1623-1662). Segundo o site "Significados",  a palavra razão da frase tem dois significados, enquanto "razões" são as emoções do coração, "razão" é a consciência intelectual e moral da percepção das coisas. Em outras palavras, o coração tem as suas emoções inexplicáveis, a emoção (coração) é o contrário da razão (mente).



Com o tempo, a frase de Pascal virou uma espécie de ditado popular para quem se apaixona profundamente e faz loucuras em nome desse amor. E na nossa música popular brasileira já foi e vendo usada em muitas obras, entre elas, a canção "Aos Pés da Santa Cruz" de José Gonçalves e Marino Pinto. A canção fala de um homem que se apaixonou por quem lhe fazia juras de amor, mas se sentiu magoado depois que viu que a amada era uma ignorante e enganadora e a ele lhe restou frustração amorosa. A primeira gravação, se eu não estou errada, foi em 1942 por Orlando Silva (1915-1978) e posteriormente já foi gravada por vários nomes da MPB como João Gilberto,  Wilson Simonal (1938-2000) e Gilberto Gil.

"Aos Pés da Santa Cruz"
José Gonçalves e Marino Pinto
(P) 1942 RCA Victor / Sony Music Entertainment Brasil

Aos pés da Santa Cruz
Você se ajoelhou
E em nome de Jesus
Um grande amor
Você jurou
Jurou mas não cumpriu
Fingiu e me enganou
Pra mim você mentiu
Pra Deus você pecou
(bis)

O coração tem razões
Que a própria razão desconhece
Faz promessas e juras
Depois esquece
Seguindo esse princípio
Você também prometeu
Chegou ate a jurar um grande amor
Mas depois me esqueceu

Fim de ano na TV tem Adele na Record e... Roberto Carlos na Globo, é claro!


Este ano o tradicional especial de fim de ano de Roberto Carlos na Globo terá convidados de peso. O rei da MPB dividirá o palco com Gilberto Gil, Caetano Veloso, a pequena Rafa Gomes, finalista do The Voice Kids, e dois dos meus portelenses preferidos Zeca Pagodinho e Marisa Monte. O Zeca fará a participação especial pela terceira vez no programa do cantor em memória dos 100 anos do samba. Como também haverá o esperado dueto com a cantora Jennifer Lopez gravado em um estúdio em Los Angeles. Os detalhes sobre a música ainda são um místério, mas será uma das baladas românticas em espanhol da cantora e compositora porto-riquenha Kany García. Essa mesma canção, que também será gravada em português pelos dois, estará no próximo álbum em espanhol da cantora nova-iorquina filha de porto-riquenhos.
Atualizado no dia 8 de dezembro: o programa intitulado "Simplesmente Roberto Carlos" será exibido no dia 23 de dezembro após a novela das 21 horas.




Um dia após o Natal, 26 de dezembro, a Rede Record de Televisão exibirá o show da cantora britânica multipremiada Adele a partir das 22:30 horas. Segundo o Portal Adele Brasil, foi informado que o show da cantora para o programa especial será "Adele Live in New York City" gravado em 2015 na famosa casa de espetáculos Radio City Music Hall. A atração televisiva será apresentada por Rodrigo Faro.

Fonte:
Portal Adele Brasil

sábado, 3 de dezembro de 2016

Padre Reginaldo Manzotti regrava canção de Gilberto Gil


Capa do CD "Momentos - Mensagens e Orações Inéditas" do Pe. Reginaldo Manzotti

🙏

Em outubro, Padre Reginaldo Manzotti lançou seu mais um CD, "Momentos - Mensagens e Orações Inéditas" pela Som Livre no qual o sacerdote narra uma mensagem antes de cada canção que justifica o tema. Entre elas, uma releitura de um dos grandes clássicos do Gilberto Gil lançado em 1981, "Se Eu Quiser Falar com Deus" cujo tema é oração. "Se Eu Quiser Falar..." já foi regravada por Cauby Peixoto (1931-2016), Elis Regina e pela filha desta, Maria Rita, em um projeto ao vivo em tributo à mãe.

"Se Eu Quiser Falar com Deus"
escrita por Gilberto Gil
interpretada pelo Padre Reginaldo Manzotti
© 1981 Gege Edições Musicais Ltda (Brasil e América do Sul) / Preta Music (Resto do mundo)
(P) 2016 Som Livre



Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Feliz Dia do Samba!

Salve o samba (pintura de Lan)

Uma breve linha do tempo sobre o mais brasileiro dos ritmos.Afinal hoje é o dia do samba e esse ano são seus 100 anos! 💙💗

1916
Donga registra na Biblioteca Nacional em novembro, "Pelo Telefone", considerado sob controvérsias o primeiro samba gravado na história.

1923
Foi fundada a escola de samba Portela , a "majestade do samba".

1932
Acontece o primeiro desfile das escolas de samba, vencido pela Estação Primeira de Mangueira.

1940
O Bando da Lua grava "Samba da Minha Terra", de Dorival Caymmi

1958
Elizeth Cardoso grava "Canção do Amor Demais", inaugurando a bossa nova.

1961
Foi fundado o Cacique de Ramos, um dos mais conhecidos e tradicionais blocos de carnaval do Rio De Janeiro.

1970
Paulinho da Viola lança "Foi Um Rio Que Passou em Minha Vida" que se torna o hino pra a escola de samba Portela.

1974
Clara Nunes lança o LP "Alvorecer" (EMI Music / Universal Music) que bate recorde de vendagem para cantoras brasileiras, com mais de 400 mil cópias vendidas, um feito nunca antes registrado no Brasil. No ano seguinte, o álbum "Claridade" superou a expectativa do disco anterior batendo recorde de vendagem feminina.


Capa do LP "Alvorecer"

1978
Beth Carvalho grava o clássico disco "De Pé no Chão"  (RCA Victor / Sony Music) com a turma do Cacique de Ramos.



2002
"Deixa a Vida me Levar" de Zeca Pagodinho é considerado o hino da seleção na Copa do Mundo.

capa do CD "Deixa a Vida Me Levar" (Universal Music)


2010
Aos 89 anos, Dona Ivone Lara é a homenageada do Prêmio da Música Brasileira.


E feliz dia do samba!

Fonte: Jornal Extra
Wikipédia

Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil