Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

domingo, 17 de novembro de 2013

O Sorriso Efêmero da Irmã Sorriso


♫"Dominique, nique, nique,
sempre alegre esperando
alguém a quem possa amar.
O seu príncipe encantado,
seu eterno namorado.
Que não cansa de esperar."♫

Lembram dessa música que foi o maior sucesso na década de 1960? Na verdade, é uma adaptação de uma música francesa gravada pela freira cantora Soeur Sourire, ou Irmã Sorriso como aqui no Brasil é conhecida. Jeanine Deckers (17 de outubro de 1933 – 29 de março de 1985) ou Jeanne-Paule-Marie Deckers, seu nome de batismo, era cantora belga. Entre 1959 e 1966 foi freira dominicana no convento de Fichermont em Waterloo.No convento, ela compunha e cantava suas próprias músicas, como também era bem recebida pelas suas irmãs seguidoras e visitantes. Atingiu a fama com o nome artístico de Irmã Sorriso (Soeur Sourire). Jeanine também foi apelidada carinhosamente de "Freira Cantora".
Em 1961 seu primeiro álbum foi gravado em Bruxelas pela Philips (hoje Universal Music). O compacto simples "Dominique", um folk católico gravado originalmente em francês e, posteriormente, numa versão mais comercial em inglês, se tornou um sucesso internacional e, em 1962, seu disco vendeu aproximadamente 2 milhões de cópias, chegando a desbancar Elvis Presley e Beatles, duas sensações juvenis da época, no US Billboard Top 10 em 1963, ficando em 1º lugar. "Dominique" foi a primeira música belga a conquistar o topo das paradas de sucesso nos Estados Unidos.

"Dominique"
escrita e interpretada por Jeanine Deckers (Irmã Sorriso)
(P) 1963 Philips Records (hoje Universal Music Group)



http://www.youtube.com/watch?v=j67CRvHEVvs


Depois da fama, as graves dificuldades

A Freira Cantora também era conhecida pelas suas polêmicas. Ela considerava a Igreja Católica muito conservadora, além de defender o uso de pílulas anticoncepcionais e de concordar com a declaração de John Lennon de que os Beatles seriam mais famosos que Jesus Cristo. Jeanine não ganhou muito com o sucesso de "Dominique", e seu segundo álbum, "Her Joys, Her Songs" foi um fracasso. Ao largar o hábito, em 1966, pretendia continuar com sua carreira musical sob o pseudônimo de Luc Dominique. Não deu certo. Mas o pior estava por vir: "o Fisco belgo a intimou para que ela pagasse seus impostos atrasados referentes às vendas de seu disco (3 milhões de cópias), no entanto tudo o que fora arrecadado foi destinado ao respectivo convento que habitava (respeitando seu voto de pobreza) mas não houve recibos de doações, o que levou a um exaustivo processo que não chegou a ser concluído antes de sua morte" (Wikipedia). "Em 1983, Jeannine tentou fundar uma instituição de amparo a deficientes. Outra falta de sorte. No momento em que, por falta de verbas, ela decidiu fechar a instituição, passando-a a outro grupo assistencial, a verba oficial que solicitara acabou sendo liberada - mas já era tarde demais. Sobrevivendo com aulas de violão e algumas exposições de pintura, Jeannine entrou então em profunda depressão. Já em outubro de 1984 ela começou a falar em suicídio." (O Explorador). Com inúmeros problemas financeiros e dificuldades em sua vida, levando um padrão de vida de extrema pobreza, Jeanine suicidou-se por ingestão de álcool e remédios, que também levou sua companheira Annie Pécher, com quem supostamente teve uma relação homoafetiva, pois tinham um pacto de morte. Deckers e Pécher foram enterradas juntas. Na descrição do túmulo, lê-se, em tradução livre: "eu vejo sua alma atravessando as nuvens", um verso de uma das músicas de Jeanine Deckers, "Sister Smile Is Dead" ("Irmã Sorriso Morreu").



Edição original e edição brasileira da capa do LP da Irmã Sorriso (fotos: YouTube / Mercado Livre)


Irmã Sorriso em filmes

A cinebiografia "Soeur Sourire" ("Irmã Sorriso", de 2009) protagonizada pela atriz belga Cécile de France (do filme "Além da Vida", com Matt Damon) é um retrato de sua história marcada por altos e baixos. Muito antes deste filme dirigido por Stijn Coninx, a vida de Irmã Sorriso já havia sido filmado em 1965, intitulado "The Singing Nun" (no Brasil, "Dominique") estrelado por Debbie Reynolds no papel principal. Jeanine supostamente rejeitou a obra, considerando-a como "ficção". Na época, não havia um pingo de garantia de que a Freira Cantora teria um destino trágico.

"Irmã Sorriso" (2009) (trailer 1)



http://www.youtube.com/watch?v=80iEeBRo-oY


"Irmã Sorriso" (2009) (trailer 2)



http://www.youtube.com/watch?v=nlwQ2ao9iUI


"Dominique" no Brasil

Em 1964, a cantora brasileira com o nome semelhante ao da cantora original, Giane (Georgina Morozini dos Santos, 1936), paulista de Bebedouro, gravou, em uma versão portuguesa, a música "Dominique". Giane tem duas filhas e seis netos, e uma das suas últimas aparições na mídia foi no programa de TV "Rei Majestade" do SBT em 2008.



http://youtu.be/j67CRvHEVvs




terça-feira, 12 de novembro de 2013

12 de Novembro. Dia de Aniversário e Falecimento no Samba

Dia 12 de novembro de 2013 está dividido entre a felicidade e a tristeza no mundo do samba. Simplificando:é marcado tanto pelo aniversário de dois grandes nomes do samba _dois portelenses_ quanto pelo falecimento de um compositor do gênero.



Hoje é aniversário de Paulinho da Viola. Paulo César Batista de Faria, seu nome de batismo, é filho de César Faria, um dos integrantes do conjunto de choro Época de Ouro. O cantor e compositor, que faz 71 anos, cresceu no Rio de Janeiro ouvindo em casa canjas de músicos como Pixinguinha e Jacob do Bandolim, e mais tarde aprendeu a tocar violão e cavaquinho.

Video: Paulinho da Viola e Velha Guarda da Portela cantando "Foi Um Rio Que Passou Em Minha Vida" no Som Brasil (Rede Globo)



http://youtu.be/LAEXGgWXphs



Se estivesse vivo, hoje João Nogueira (m. 2000) faria 72 anos. Seu pai, João Batista Nogueira, era advogado e músico e chegou a tocar com Noel Rosa! Em 2012, através de uma iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro e por meio da sua Secretaria de Cultura, um centro cultural carioca que, depois de um longo tempo fechado, foi reinaugurado como Centro Cultural João Nogueira que, além de ser um espaço completamente dedicado à arte em suas diversas vertentes, preserva a memória do sambista. João Nogueira foi o primeiro a ser homenageado no projeto "Samba Book" em 2011, no qual vários artistas da MPB fazem reeleituras de músicas de sua autoria.



http://youtu.be/Jrao-YDdFDs




Do outro lado, o compositor Délcio Carvalho faleceu hoje às 7 horas. Desde o dia 18 de outubro ele lutava contra o câncer gástrico, o que causou sua morte. Délcio, que tinha 74 anos, teve seus grandes sucessos, como "Acreditar", "Sonho Meu" e "Candeeiro de Vovó", todos estes em parceria com Dona Ivone Lara. Neste video a seguir, Délcio Carvalho no programa Sr. Brasil apresentado por Rolando Boldrin.



http://youtu.be/naQ8cPDj76E

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Janis Joplin ganha estrela póstuma na Calçada da Fama






Laura e Michael Joplin representaram a irmã famosa na homenagem.


Nesta segunda-feira (04/11/2013), Janis Joplin foi homenageada com uma estrela póstuma na Calçada da Fama na Hollywood Boulevard, em Los Angeles. Para representar a cantora, morta de overdose de heroína aos 27 anos em 1970, a cerimônia contou com a presença dos irmãos Michael e Laura Joplin. "É uma figura lendária e seus fãs em todo o mundo vão lembrar para sempre de suas canções", declarou a responsável pela Calçada da Fama, Ana Martinez, sobre a "Rainha do Rock and Roll" que completaria 70 anos em 2013.Quem também esteve lá foi o cantor e compositor que manteve com Janis parceria profissional e relacionamento pessoal, Kris Kristofferson, que cantou "Me And Bobby McGee", música da autoria dele e de Fred Foster que deslanchou mundialmente na voz da homenageada logo depois de seu falecimento. 

sábado, 2 de novembro de 2013

Censo inédito revela que Rio tem quase 5,6 mil moradores de rua






Me vi obrigada a postar essa reportagem do Bom Dia Brasil que foi exibida nesta sexta-feira (01/11/2013), porque eu e mamãe vimos essa matéria e eu chorei muito com os moradores de ruas do Rio de Janeiro que, no passado, tinham tudo pra dar certo e terminaram na extrema decadência e sem dignidade. Os repórteres encontraram nas ruas até mesmo um ex-professor de informática que fala inglês. Eu tive essa mesma reação de coração apertado quando vi uma matéria no Conexão Repórter do SBT com Edson Café, o ex-integrante da Banda Raça Negra que era mendigo e agora está em casa de recuperação. Para assistir à reportagem, clique no link do site do telejornal matinal da Rede Globo:

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/11/censo-inedito-revela-que-rio-tem-quase-56-mil-moradores-de-rua.html



Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil