Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Martinho da Vila - "Êta Mundo Grande" (1982)



Assim que mamãe tinha acabado de me botar no mundo, Martinho da Vila lançou o LP "Verso e Reverso" (RCA Victor, hoje Sony Music, 1982). A primeira música do disco, "Êta Mundo Grande" foi divulgada através do programa "Fantástico" naquele ano. E o video, no qual Martinho usava a camiseta da capa do LP, contou com a participação de ninguém menos que Rildo Hora, seu produtor.

 Rildo Hora



"Êta Mundo Grande"
Escrita e interpretada por Martinho da Vila
(P) 1982 RCA Victor, Radio Corporation of America [hoje Sony Music Entertainment (Brasil)]



http://youtu.be/5oiqFdLCzyo

Roberto Carlos é o cara



O rei Roberto Carlos liberou oficialmente nesta sexta-feira (19/10/2012) o video de sua  nova música "Esse Cara Sou Eu", da autoria dele e de Erasmo Carlos que está na trilha sonora da novela "Salve Jorge" da Rede Globo. A canção será lançada em compacto com outras três músicas em novembro: o funk melody "Furdúncio", que também está na novela de Glória Perez, "A Volta" e "A Mulher Que Eu Amo". Segundo o site "Território da Música", do portal Terra, o compacto será lançado também em vinil (OBA!)


"Esse Cara Sou Eu"
Escrita por Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Intérprete: Roberto Carlos
(P) 2012 Amigo Records / Sony Music Entertainment (Brasil)



http://youtu.be/fxtkVjBoDGg


"Furdúncio"
Escrita por Roberto Carlos e Erasmo Carlos
Intérprete: Roberto Carlos
(P) 2012 Amigo Records / Sony Music Entertainment (Brasil)



http://youtu.be/aauL0JP9C5s



quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Adeus, Emmanuelle

Morre aos 60 anos a atriz Sylvia Kristel, de "Emmanuelle"



Hoje (18/10/2012) me surpreendi com o número brusco de visitas que recebi aqui no meu blog em um dia: foram até agora 1608 visualizações. Cheguei a achar que era algum problema automático do Blogspot, pois, até então, o máximo de número que visitas que meu blog recebe diariamente é por volta de 40, 80 e até 120. E eu vi que as postagens que tiveram maior número de visualizações hoje foram sobre a atriz holandesa Sylvia  Kristel. Quando eu abri o Twitter e vi que na lista dos assuntos mais comentados do microblog eram "Sylvia Kristel" e "Emmanuelle" é que eu entendi por que.(E, desde já, agradeço aos visitantes pelo récorde de número de visualizações. Foi inédito pra mim, rs rs.)

A atriz de 60 anos morreu esta noite, vítima do câncer, segundo a agência que administrava sua carreira. "Ela morreu durante a noite, durante o sono", disse à France Presse Marieke Verharen, da agência Features Creative Management, que representava a atriz, de 60 anos. A atriz foi casada com o escritor Hugo Claus, com quem teve o filho Arthur, e nos últimos anos foi "muito feliz" com Peter Brul, segundo seu site. Ela será enterrada em cerimônia fechada.

Sylvia Kristel ficou famosa mundialmente como a protagonista da trilogia do filme erótico francês "Emmanuelle" na década de 1970. O longa, baseado no livro de Emmanuelle Arsan, pseudônimo de Marayat Bibidh Andriane, quebrou o tabu do sexo no cinema e foi o pioneiro do erotismo como elemento central da trama.O filme é famoso no Brasil pela sua exibição no programa "Cine Privé", da Band durante os anos 1990 e começo dos anos 2000, com as séries estreladas por Marcela Walerstein (nesta temporada protagonizada por Marcela que fazia a Emmanuelle jovem, Kristel fez a participação como a Emmanuelle mais velha, narrando sobre a sua juventude marcada por orgias) e Krista Allen (que encarnou a Emmanuelle, a rainha da galáxia).


Sylvia Kristel, a eterna Emmanuelle, que era a deusa do sexo, hoje está com Deus. Descanse em paz, Sylvia.

(Utrecht, 28 de Setembro de 1952 - 18 de Outubro de 2012)


Sylvia Kristel, no filme "Emmanuelle", de 1974


Trailer americano do filme "Emmanuelle", de 1974



http://youtu.be/DsOXacenEk8

Pra quem quiser saber mais sobre a Sylvia, é só acessar estes dois posts que publiquei anteriormente aqui no meu blog.

"Sylvia Kristel, A Eterna Emmanuelle" (5 de julho de 2012)
Neste período, a atriz sofreu derrame cerebral, o que a fez interromper seu tratamento contra o câncer. O post também fala sobre a vinda da Sylvia Kristel ao Brasil.
http://jotadejeane.blogspot.com.br/2012/07/sylvia-kristel-eterna-emmanuelle.html

"Feliz Aniversário, Sylvia Kristel" (28 de setembro de 2012)
Este post  mostra o lado cantora de Sylvia Kristel.
http://jotadejeane.blogspot.com.br/2012/09/feliz-aniversario-sylvia-kristel.html

Kristel em Paris (janeiro de 1976)




Sylvia Kristel na publicação de sua autobiografia "Nua" ("Undressing Emmanuelle") em 2006.

Sylvia Kristel em cena do filme "Emmanuelle" (1974)


No filme "Emmanuelle, a Antivirgem" (1975)

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Cultura Indie Saúda à Banda Raça Negra!


Pra mim esse tributo foi o amor à primeira ouvida. Lembram da Banda Raça Negra, aquela banda de pagode romântico da década de 1990 à base de som pesado de teclados? A banda fazia tanto sucesso que se tornava indispensável na coletânea "Samba e Pagode", disco de vários artistas de ambos os gênero lançado anualmente pela Som Livre. Agora, o grupo de Luiz Carlos, Edson Café (que, lamentavelmente, virou catador de lixo reciclado e morador de rua), Gabu e Cia. ganhou homenagem de vários grupos de rock independende no projeto "Jeito Felindie" (referente ao sucesso de 1992, "Jeito Felino", da autoria de Gabu) idealizado e produzido pelo jornalista Jorge Wagner. E o que é melhor: pra quem gostar, existe uma possibilidade de baixar gratuitamente o álbum inteiro que contem 12 faixas! É só clicar neste link abaixo cedido pelo site Fita Bruta.

Link direto ao download:
http://www.mediafire.com/?iya6w5wes1ug391

E, para ouvir alguns dos sucessos de "Jeito Felindie":

http://soundcloud.com/fita_bruta





Capa e contracapa do álbum "Jeito Felindie", Fita Bruta, 2012


VIDEO: "Deus Me Livre" (versão da banda Hidrocor)
Escrita por Darci Rossi, Alexandre e Serginho Sol.



http://youtu.be/Twbga3n1L18

domingo, 14 de outubro de 2012

Milli Vanilli: Os Trapaceiros da World Music

Rob Pilatus e Fab Morvan, integrantes do Milli Vanilli: para o produtor Frank Farian, beleza e carisma vendem.


No final da década de 1980, havia uma dupla de funk melody e dance music que tem uma história tão interessante (e tão engraçada) que, desde 2007, já existem projetos para transformá-la num filme biográfico: Milli Vanilli, criada pelo produtor alemão Frank Farian em 1988 cujos integrantes eram o afro-francês Fab Morvan (Paris, França, 14 de Maio de 1966) e o germano-americano Rob Pilatus (Robert Pilatus, Nova Iorque, 8 de Junho de 1965 – Frankfurt, Alemanha, 2 de Abril de 1998).
Farian já tinha selecionado cinco cantores para formar o grupo Milli Vanilli, porém, apesar de serem muito talentosos, o produtor viu que não eram "vendáveis" (talvez pela aparência física dos coitados). Portanto, em uma discoteca em Berlin, Farian conheceu Rob Pilatus e Fab Morvan, dois dançarinos aspirantes a modelos (REPITO: dançarinos aspirantes a modelos) e, encantado pelo carisma de ambos, os escalou para tomarem a frente do projeto. O primeiro álbum da dupla foi lançado em 1989 e o sucesso do Milli Vanilli foi se espalhando pelo mundo inteiro, tanto que ganharam o Grammy de Melhor Artista Estreante. E, aqui no Brasil, as músicas "Girl You Know It's True" e "I'm Gonna Miss You" fizeram parte da trilha sonora das novelas "O Salvador da Pátria" (Rede Globo, 1989) e "Top Model" (Rede Globo, 1989-1990), respectivamente.


Video: "Girl, You Know It's True"



http://youtu.be/t0qTOkUPlGk

Video:"Girl, I'm Gonna Miss You"



http://youtu.be/sZG-VvlErJY

O sucesso subiu à cabeça da dupla, principalmente do encrenqueiro Rob Pilatus. Em uma entrevista à revista Time, Pilatus se dizia mais talentoso do que Bob Dylan e Paul McCartney. Acha pouco? "Mick Jagger não consegue produzir um som. Eu sou o novo Elvis. Mick Jagger não chega aos meus joelhos, quando se trata de carisma no palco!", completou. Posteriormente, Rob Pilatus foi ridicularizado pela declaração.
Aí vem o momento mais humorístico da carreira de Pilatus e Morvan. O fim, tanto do prestígio do Milli Vanilli quanto da própria dupla, aconteceu durante um show ao vivo em Bristol, no estado de Connecticut, transmitido pela MTV norte-americana em julho de 1989. A fita cassete que continha o playback da música "Girl You Know It's True" emperrou e ficou repetindo inúmeras vezes a frase "girl, you know it's..." na frente de 80 mil pessoas, para desespero do duo (que coisa, hein?). "Eu queria morrer. Travou [a fita]. (...) Havia 80 mil pessoas e eu não podia ficar repetindo quinze vezes 'girl, you know it's! girl, you know it's!'... Assim que entrei em pânico e saí correndo do palco, Julie Brown que trabalhava para a MTV, correu atrás de mim e eu não queria voltar ao palco. Havia 80 mil pessoas esperando. E eu disse 'pra mim chega, desisto!' ", disse Rob Pilatus, neste video abaixo. Só vendo o mico pra crer!


Video: O Mico do Show. Playback Travado Ao Vivo



http://www.youtube.com/watch?v=udS5qBrBFqE


Desde a vergonhosa apresentação na MTV americana só havia suspeitas em relação ao Milli Vanilli, mas, como não existiam provas, só ficaram nos boatos. O que se agravou mais ainda foram as supeitas de fraude declaradas pelo rapper Charles Shaw, um dos vocalistas selecionados pelo produtor Frank Farian. Shaw  revelou a um repórter de New York que Morvan e Pilatus na realidade não tinham cantado qualquer música do álbum, ou seja, que eles na verdade eram apenas dublês de seu próprio álbum. No início, Frank Farian aparentemente subornou o rapper com U$ 1,5 milhões para desmentir o que disse e ficar calado, porém, no dia 15 de Novembro de 1990, pressionado pelas dúvidas em relação ao talento de Morvan e Pilatus, o produtor alemão revelou que os dois jovens bonitos, estilosos, com longos cabelos rastafaris e com barrigas de tanquinho que se viam em videoclipes, capas de LP's do Milli Vanilli, revistas e em shows ao vivo, não eram os verdadeiros cantores, mas sim Charles Shaw, John Davis e Brad Howell. Farian tinha escolhido este grupo de pessoas para cantar as músicas e chamou Morvan e Pilatus para se servirem como "interpretes", porque a imagem sensual e fotogênica da dupla era bastante comercial e atraía ao público jovem. A comissão do Grammy, quando soube da farsa, retirou o prêmio do Milli Vanilli e o selo Arista Records excluiu o álbum da dupla de seu catálogo. E, a partir, daí, Milli Vanilli foi considerado a maior fraude da história da música no mundo todo.
O que era pra ser uma comédia, a história de Milli Vanilli acabou de forma trágica. Já no auge da decadência artística e financeira, no dia 2 de abril de 1998, Rob Pilatus, que logo depois do fim do sucesso já tinha tentado o suicídio e já foi preso por assalto, vandalismo e roubo, foi encontrado morto por overdose de drogas num hotel em Frankfurt, na Alemanha.

O grupo The Real Milli Vanilli (em tradução livre, Os Verdadeiros Milli Vanilli): As vozes que estavam por trás dos afro-galãs e os backing-vocals adicionais.


SITUAÇÕES SEMELHANTES

Abertura das Olimpíadas de Pequim em 2008

Yang Peiyi (à esq.), a verdadeira dona da voz, foi substituída por Lin Miaoke na cerimônia.


Seguindo os passos do produtor de Milli Vanilli, os organizadores da abertura das Olimpíadas de 2008 em Pequim, China, procuravam por uma menina que encantasse não só os ouvidos, mas também os olhos da platéia. Então, elegeram Lin Miaoke, na época com 9 anos, para cantar "Ode à Patria" durante a abertura. Porém, a menina chinesa, que logo foi tratada pela imprensa como uma "estrela em ascensão", só fez dublagem no evento, porque a dona da voz, Yang Peiyi, dois anos a menos que Lin, não era bonita o suficiente para representar a China, como admitiu Chang Qigang, compositor e diretor musical do espetáculo. Yang Peiyi era gordinha com os dentes fora do lugar, mas tinha um grande talento pra cantora. Isso é que eu chamo de bullying no mundo da música!


Pussycat Dolls com Nicole Scherzinger






Nicole Scherzinger (foto acima) e (foto abaixo, de casaco vermelho) como uma das integrantes das Pussycat Dolls: A única que cantava no grupo.



Com as Pussycat Dolls foi pouco diferente. No início deste mês, a bela Nicole Scherzinger fez uma revelação bombástica ao explicar o motivo de sua saída do grupo em 2010 (site MSN). A ex-líder revelou detalhes sobre a gravação dos álbuns das Pussycat Dolls. Segundo a cantora, as outras integrantes da banda não cantavam em nenhuma faixa, muito menos para fazer coro. Era a própria Nicole que é responsável até pelos backing vocals.“Eu provavelmente cantava 95% das músicas. Nunca falei disso, mas jamais esquecerei quando finalizei o álbum ‘PCD’ e, junto com Ron [Fair, o produtor musical do grupo], levamos as garotas ao estúdio para que ouvissem as músicas pela primeira vez. Você entende o que estou dizendo? Tocamos o CD para as Pussycat Dolls. Era a primeira vez que elas ouviam as músicas”, disse a namorada do piloto de Formula 1 Lewis Hamilton. A cantora garantiu que não quis menosprezar as ex-colegas do grupo, que elas eram como suas irmãs, "mas as pessoas não sabem da história, não têm menor ideia. Eu estava no centro, porque eu cantava. Era eu que cantava”. Vale lembrar que, antes de ter se transformado num grupo musical em 2003, ano em que Nicole Scherzinger foi convidada para liderá-lo, Pussycat Dolls era uma trupe burlesca criada pela coreógrafa Robin Antin em 1995 na cidade de Los Angeles, Califórnia, que, já com novas integrantes, fez até participação no filme "As Panteras Detonando", numa cena em que as dançarinas, junto com as Panteras, se apresentavam para os estivadores e portuários irlandeses. De trupe se transformou em girlband , talvez para aproveitar a moda das músicas de conteúdo erótico.


NA CULTURA POPULAR

Pipa, personagem da Turma da Mônica

A infâmia em torno do processo contra o Milli Vanilli serviu de inspiração para as sátiras dentro da cultura mundial, inclusive no Brasil!

*Em uma história em quadrinhos da Turma da Mônica, o empresário de Pipa, para convencê-la a dublar uma música, diz "Todo mundo faz isso, até os Milho Baunilho", em referência à Milli Vanilli.

*Na novela "Torre de Babel" que foi ao ar pela Rede Globo em 1998, justamente no ano do falecimento de Rob Pilatus, o personagem Gustinho (Oscar Magrini) queria ser cantor sertanejo, mas o problema é que ele não tinha talento pra cantar. Depois ele descobriu que o seu irmão Boneca (Ernani Moraes) tinha uma bela voz e pediu para cantar escondido, enquanto ele dublava no palco com o nome artístico Johnny Percebe, já que "percebe" era o bordão do Gustinho. A farsa quase foi revelada no programa do Faustão, quando o apresentador descobriu a fraude nos bastidores, mas foi impedido por Bina (Cláudia Jimenez) e Sarita (Etty Fraser). A máscara do Johnny Percebe só caiu no último capítulo da novela, quando foi cantar no antigo programa "Planeta Xuxa". A Rainha dos Baixinhos vê Boneca cantando escondido, o puxa para o palco e o obriga a revelar que ele é o verdadeiro Johnny Percebe. A pedido da Xuxa, Boneca canta diante do público o único sucesso de Johnny Percebe, "Felicidade, Que Saudade de Você", da dupla Zezé di Camargo e Luciano.


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Agora Sim!






Como prometido, no dia 5 de outubro foi divulgado na internet a música "Skyfall" na íntegra, cantada por Adele para o filme "007 Operação Skyfall" ("Skyfall", Metro Goldwin-Mayer Inc./ Columbia Pictures, 2012), estrelado por Daniel Craig (Daniel Wroughton Craig, Chester, Inglaterra, 2 de Março de 1968) no papel do famoso espião James Bond. O dia do lançamento do tema é em homenagem ao aniversário dos 50 anos do lançamento do "007 Contra o Satânico Dr. No" ("Dr. No", United Artists Pictures, 1962), o primeiro longa-metragem da série 007. "Operação Skyfall" foi previsto para chegar aos cinemas no dia 9 de novembro.
"Skyfall" foi escrita por Adele, em parceria com Paul Epworth, que também produziu e assinou "Rolling In the Deep", um dos maiores sucessos da cantora inglesa. "No início hesitei em me envolver com a canção tema de James Bond, pois há muita atenção e pressão. Mas eu me apaixonei pelo roteiro e Paul teve ótimas ideias para a faixa, acabou sendo fácil. Quando gravamos as cordas, foi um dos momentos de maior orgulho da minha vida. Quando eu tiver 60 anos, estarei penteando meu cabelo e contando às pessoas que eu fui uma Bond Girl há alguns anos." disse a vencedora de 6 Grammy's pelo seu último álbum, "21".
Segundo o site "Último Segundo" da IG, Adele foi apontada como a favorita nas casas de apostas do Reino Unido para interpretar "Skyfall". "Gravada no estúdio Abbey Road, em Londres, a música conta com o acompanhamento de uma orquestra de 77 músicos." (site "Último Segundo", IG) E muito bem trabalhada (com direito a famosa introdução do tema do 007 como música incidental e como consolo), vale a pena ouvir. Mais um Grammy pra ela!

"Skyfall"
Escrita por Adele Adkins e Paul Epworth
Intérprete: Adele
(C) e (P) 2012 XL Recordings Ltd. / Sony Music Entertainment Group (UK)





http://youtu.be/7HKoqNJtMTQ





Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil