Portela

Portela
Vamos comemorar que a campeã voltou! Portela!!! #PortelaCampeã
"O que é de verdade ninguém mais hoje liga: isso é coisa da antiga" - Ney Lopes e Wilson Moreira

Olá!!!Seja bem-vindo!!

Elsa (Frozen) ♥

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Rildo Hora na Rádio Nacional (30/03/2011)


Essa passou no programa Adelzon Alves ("O Amigo da Madrugada") no dia 30 de março desse ano, na Rádio Nacional AM do Rio de Janeiro, e só vazou a partir do dia 26 de junho no YouTube (pelo pessoal da Rádio Viva o Samba, que também transmite o programa). A Dobradinha Rádio Viva o Samba & Rádio Nacional acontece todas as madrugadas de quarta para quinta-feira a meia-noite, e vai até às 3 horas, e foi por isso que, infelizmente, perdi, era muito tarde. Mas graças à Rádio Viva o Samba que tinha acabado de abrir sua conta no YouTube (http://www.youtube.com/user/radiovivaosamba ), vi o pedacinho do programa que perdi: com a participação de Rildo Hora, a filha Patrícia Hora [que não cantou nesse video. Poxa, deviam ter gravado alguma coisa com ela também... =,( ] e o Caçula do Violão, que já tinha gravado com Rildo em um LP de João Bosco, "Galos de Briga" (RCA Victor - hoje Sony Music, 1976). E neste video de 10 minutos, Rildo e Caçula tocam "As Rosa Não Falam" de Cartola e "Feitio de Oração",de Noel Rosa e Vadico.




http://www.youtube.com/watch?v=0uA0VTqW-9s

Pra ouvir a Rádio Viva o Samba, acessem:

http://www.radiovivaosamba.com/

Rádio Nacional Rio de Janeiro (AM 1130)

http://www.ebc.com.br/canais-ebc/radios/

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Por favor, não queime os vinis!


Eu, como fã de vinil, me deparei com essa reportagem meio triste na Revista Cultural Cultuar (edição 3 / Itajaí, Santa Catarina, maio de 2011)
durante a espera no conservatório:"Acervo de 4 mil vinis da Rádio Difusora AM de Itajaí à venda. SE NÃO HOUVER UM COMPRADOR, OS LP'S SERÃO INCENDIADOS.". Faz isso, não, Célio! (quem não consegue ver, o LP que está na mão dele na foto é o da cantora Rosemary.)

Tudo bem que o objetivo é desocupar a sala cheia de LP's, mas jogar toda a memória preciosa ao fogo?Leve os pra CasAberta (sebo de Itajaí) ou pra qualquer lugar que os preserve, menos ao incêndio, por favor! Se eu pudesse, eu levaria daí discos de: Martinho da Vila, Roberto Carlos, Maysa, Luiz Gonzaga, Chico Buarque, Rildo Hora... ops, Rildo Hora vai ser difícilímo de ter aí, mas ainda terei um dele aqui em casa. Mas Fóes quer que uma pessoa leve o acervo inteiro se eu quiser levar, pelo menos uns dez. Aí não dá, né? Mas mesmo assim, NÃO QUEIMA!!!!

E mais:

Na Inglaterra, os discos de vinil já voltaram com toda a força desde 2009. Foram lançados os LP's de artistas de origem, como os grupos Radiohead, Oasis e Coldplay e das cantoras Amy Winehouse, Lily Allen e Marina and the Diamonds. Mesmo custando o triplo do preço de um CD, os ingleses adoraram. Dá pra imaginar que seria ótimo ouvir o vinil da Amy Winehouse, já que a qualidade do aúdio das músicas de seu último CD, "Back to Black" (Island Records / Universal Music, 2006), lembram bastante a sonoridade das canções da década de 60, uma das influências da cantora.
No Brasil, os vinis deixaram de existir em 1998. Passados mais de dez anos, "o vinil voltava a virar objeto de desejo entre apreciadores de música e colecionadores - basta dizer que, só nos Estados Unidos, as vendas em 2009 chegaram a 2,5 milhões de unidades." (Jornal O Globo). Em 2010, a gravadora independente Deckdisc já lançou 4 LP's:"Onde Brilham os Olhos Seus", da Fernanda Takai (vocalista da banda Pato Fu em seu trabalho paralelo), "Fome de Tudo", do grupo Nação Zumbi, "Cinema", do grupo Cachorro Grande e "Chiaroscuro", da roqueira Pitty, todas elas fabricadas pela Polysom, a única fabricante de vinil que fica em Belford Roxo, no Rio de Janeiro, que restou em toda a América Latina.

E daí que disco de vinil é coisa de dinossauro? Eu sou um dinossauro!


PROCURA-SE UM COMPRADOR


Acervo de 4 mil vinis da Rádio Difusora está à venda. Mas o proprietário avisa: quem quiser, vai ter que comprar tudo. Se ninguém aparecer, discos serão exterminados

O último andar do edifício Catarinense, no centro de Itajaí esconde, num labirinto de salas, a Rádio Difusora. No corredor entre a técnica e o estúdio, uma porta trancada traz um aviso estampado em letras vermelhas que despertam curiosidade. Elas dizem:"DISCOTECA". Célio Reiser Fóes, um dos proprietários da emissora na cidade, tem a chave que abre a sala, e mostra, com certo remorso, quatro mil vinis divididos em prateleiras, de artistas internacionais e brasileiros, dos mais variados estilos e décadas, de clássicos da world music a sertanejos, de Chico Buarque a Gaúcho da Fronteira. O remorso é justificável:os discos estão em extinção.
Qualquer aficionado por música e vinis perderia horas e horas escolhendo o que quer ouvir, se perdendo entre encartes e fichas técnicas (sou eu!), mas Fóes tem pressa. "Eu preciso dessa sala o quanto antes, queremos usá-la pra outra função na rádio", explica. A proposta dele é simples:cada vinil custa R$5, mas pra mover um bolachão sequer, vai ser preciso levar junto a coleção inteira. O proprietário adianta, não vende discos avulso, só manda descer a compilação se o comprador desembolsar cerca de R$ 20 mil. Caso contrário, o dono cogita incendiar o acervo.
Segundo o proprietário, caso vendesse um a um, certamente diversas preciosidades iriam parar nas mãos de colecionadores rapidamente, mas a grande maioria ficaria esquecida. Fóes já pensou em procurar algum sebo pra negociar o arquivo, mas desistiu da idéia por dificuldades de descer 4 mil vinis 15 andares abaixo. Ele destaca vinis de músicos do quilate como Chico Buarque, Toquinho, Vinicius de Morais, Caetano Veloso, Gal Costa, como seus preferidos.
Todo o arquivo dos vinis foi digitalizado e está armazenado nos computadores da rádio, registrando boa parte da história da rádio e dos sucessos que marcaram épocas.
A maioria dos discos veio entre as décadas de 60 e 80, quando as gravadoras enviavam os trabalhos de seus artistas como cortesia para divulgá-los. Com a queda do mercado fonográfico e a ascensão da internet, o espaço necessário para armazenar os vinis e até os CD's acabou se tornando o empecilho para o crescimento da rádio. O proprietário não tem uma data exata para aguardar um comprador, mas admite, eles não devem durar muito tempo.

Se interessou pelos vinis? Ligue (47) 3348 6208


Revista Cultural Cultuar, referenciando a arte de Itajaí (edição 3 / Itajaí, Santa Catarina, maio de 2011)


Endereço da Rádio Difusora AM 1530:
Rua Manoel Vieira Garção nº. 03
Edifício Catarinense , 15º andar
Centro, Itajaí - Santa Catarina.

Video:A Volta do Vinil (coluna de Nelson Motta no Jornal da Globo)



http://youtu.be/ql8xYNYw3HM

domingo, 19 de junho de 2011

Árvere seca, é nozes!

O jardineiro é Jesus e as "árveres" somos "nozes"


A música é de 2009, mas só descobri a existência dela a partir do dia 19 de junho desse ano (domingo), no programa da Eliana, do SBT. Na época, já virou até matéria da Revista Época.

Em 2006, vazou na internet um video (com montagens cômicas) com a voz de um homem que tinha problema de dicção, tentando articular a frase "o jardineiro é Jesus e as árvores somos nós", e com direito a produtor musical gritando ao fundo para corrigi-lo.
O dono da voz é o empresário José Maria Queiroz (nada a ver com José Maria Eça de Queiroz, um dos mais importantes escritores portugueses), baiano de 47 anos e aspirante a cantor gospel. Os erros foram gravados pelo produtor musical num estúdio e vazados pelo Youtube. O video ultrapassou 3 milhões de acessos e ganhou um prêmio da MTV como melhor hit da internet de 2008.

José Maria, segundo o "Época"

Sem talento pra música e sem nunca ter cantado na vida, José diz que a idéia de gravar a oração foi inspirada por Jesus. Diz o empresário que, desde pequeno, tinha visões religiosas, mas o mais forte foi em 2004, quando tinha se separado da mulher, porque estava na fase de namorador. "E Jesus veio trazer essa luz", disse José. E inclui:“ele me apareceu em um bonito jardim - onde ele é o jardineiro e as árvores somos nós - e me pediu para cantar e escrever músicas com suas mensagens”. José Maria foi então seguir o tal chamado, porém, mesmo com todo esforço, não conseguiu pronunciar a frase "o jardineiro é Jesus e as árvores somos nós", saiu como "o jardineiro é Jesus e as árveres somos nozes" e acabou não gravando-a em música. Ao saber do sucesso dos escorregões no YouTube, José ficou chateado. Recebia inúmeros telefonemas e sobrou até a reprovação dos filhos que acharam que o pai estava fazendo o papel de ridículo. “Mas, de repente, eu disse: 'espera aí'. Se Deus quis dessa maneira, assim será. A profecia havia se cumprido. O ‘mundo’ - ou pelo menos os mais de três milhões de internautas que acessaram o vídeo - estavam repetindo ‘o jardineiro é Jesus e as arveres somos nozes'. Mesmo dando risada, todo mundo conheceu a Jesus”, diz.
Assim que a poeira do sucesso virtual baixou, José Maria diz que Jesus insistia pra que ele continuasse cantando. Ele gravou um Cd e só foi distribuído pra alguns amigos e, em janeiro de 2009, finalmente lança a versão musicada de "Jesus é o Jardineiro" (aleluia!). “Pedi para que Deus abrisse minha voz”, diz José Maria, que recorreu a um novo produtor para gravar a canção inspirada na oração que tentava proferir em seu primeiro CD.
Apesar da ajuda divina, o produtor Renato Scudeler diz que a gravação do terceiro CD foi um trabalho e tanto: “O Zé não tem métrica e muito menos afinação para cantar”. O produtor também atesta a seriedade com que José Maria encara a missão, digamos, de "cantar duas vezes"."Ele não quer ser o novo Tiririca", diz Renato.


José Maria dois anos depois

Esta semana, José apareceu no programa da Eliana, no quadro "Famosos da Internet". O video já passou de mais de 5 milhões de acessos. José bem que tentou fugir do assunto quando Eliana perguntou se ele agora consegue falar a frase corretamente. José, com vergonha, a pedido da apresentadora e do público, falou a frase. Porém, ainda não consegue pronunciar direito a palavra "árvores".


Pra saber mais sobre o Zé Maria, acesse o site abaixo da Revista Época:

José Maria Queiroz, cantor de "Jesus é o Jardineiro".


O video da tentativa



http://www.youtube.com/watch?v=uSaf28eS7d4&feature=fvsr


O sucesso





http://www.youtube.com/watch?v=BeTSIaiUwaE&feature=share


O teaser do seu site oficial

Visite o site :http://www.ojardineiroejesus.com.br/



http://www.youtube.com/watch?v=-4CNidULegE&NR=1


José Maria no programa da Eliana, do SBT (19/06/2011)



http://www.youtube.com/watch?v=FPQ9hW3u9Dk

Festa de Lançamento do "Clube do Samba" (Fantástico, 1979)

"Meninos da Mangueira" - Ataulpho Jr. e Diogo Nogueira no programa "Samba da Gamboa" na TV Brasil